A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019

24/08/2019 11:27

Depois de 15 anos, Capital ganha de presente espaço para esporte e lazer

Atividades no centro poliesportivo da Vila Almeida estarão disponíveis para população a partir deste sábado

Tainá Jara e Liniker Ribeiro
Depois de 15 anos, Capital ganha de presente espaço para esporte e lazer
Atletas cadeirantes fazem demonstração durante inauguração (Foto: Kísie Ainoã)Atletas cadeirantes fazem demonstração durante inauguração (Foto: Kísie Ainoã)
Marcelo Miranda, diretor-presidente da Fundesporte, em entrevista (Foto: Kísie Ainoã)Marcelo Miranda, diretor-presidente da Fundesporte, em entrevista (Foto: Kísie Ainoã)
Ex-jogadora do voleibol Virna Dias participou da inauguração (Foto: Kísie Ainoã)Ex-jogadora do voleibol Virna Dias participou da inauguração (Foto: Kísie Ainoã)

Depois de 15 anos de obras paradas, o Centro Poliesportivo Vila Almeida finalmente foi inaugurado neste sábado (24), durante a programação de aniversário de 120 anos de Campo Grande. Os portões já estão abertos a partir de hoje para população e grade com as atividades esportivas já está disponível para os moradores dos bairros Santo Amaro, Panamá, Zé Pereira e outros da região.

Foram investidos R$ 1,8 milhão, sendo R$ 856 mil em verbas estaduais, para retomada das obras do espaço, localizado na Avenida Engenheiro Amélio de Carvalho Baís. Desde 2016, o espaço passa por intervenção para atender a população.

De acordo com o diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), Marcelo Miranda, a programação foi feita com base em pesquisas junto aos moradores e as associações de bairros da região. “A ideia é que seja um centro que tenha como prioridade atender a população”. A instituição vai disponibilizar 12 profissionais para atender o poliesportivo.

O local vai funcionar de terça-feira a domingo, fechando as segundas-feiras para manutenção. Haverá horários vagos para eventos a serem definidos pela própria população. Conforme o administrador da unidade Rui Lima, estão previstas aulas de futsal, basquete, volêi, handebol, ritmos e funcional. “Já vamos fazer a divulgação da grade em escolas e nos bairros”, explicou.

O espaço conta com 13 mil metros quadrados, dos quais 4 mil são de área construída com acessibilidade, duas quadras polivalentes –para esportes como futsal, handebol, basquetebol e voleibol – e um bloco administrativo que abriga sala de atendimento lúdico, depósito, sanitários, palco, camarim, vestiários, armário, lanchonete, depósito de material de limpeza e 78 vagas de estacionamento.

A inauguração do espaço controu com a participação da ex-jogadora do voleibol Virna Dias, que atuou na selação brasileira. "Me sinto muito feliz em estar participando de uma entrega como esta. Quando se fala em esporte, mexe na minha alma e, em especial, na minha história. É bacana saber que uma cidade como Campo Grande tem esta cultura esportiva. É um estádio maravilhso como este para atender a população em especial os paratletas é muito importante".

Centro Poliesportivo Vila Almeida está localizado na Avenida Engenheiro Amélio de Carvalho Baís (Foto: Kisie Ainoã)Centro Poliesportivo Vila Almeida está localizado na Avenida Engenheiro Amélio de Carvalho Baís (Foto: Kisie Ainoã)
(Imagem: Ricardo Gael)(Imagem: Ricardo Gael)

Sonho realizado - Em 15 anos, as obras inacabadas tonaram-se estrutura desgastada e motivo de temor para população. Ver o local funcionando já estava fora da expectativa de alguns moradores. A professora, Katiane da Silva Varela, 31 anos, conta que o filho dela faz natação paraolímpica e contava com um espaço para a prática no bairro, onde vive há 30 anos.

“Quando as obras começaram fiquei feliz em saber que teria um lugar de lazer, mas fiquei muito triste quando ela foi abandonada. Agora minha expectativa é que meu filho frequente todos os dias”, afirmou a professora.

Para a moradora da região, Silvana Duarte, 41 anos, esse espaço vai trazer mais vida para o bairro. “É uma oportunidade de as crianças ocuparem o seu tempo”.

Inspirando nomes – Batizado de Mamede Assem José, o centro poliesportivo também é responsável por registrar parte da história da região do Santo Amaro. A inspiração veio de reportagem publicada pelo Lado B, em abril deste ano.

Fundador do bairro, Mamede fugiu da guerra da Síria e chegou à Capital em 1930. Vendeu limão até se tornar empresário, doou terrenos para a escola Santos Dumont, levou água e ônibus para a região. Os descendentes de Mamede ainda vivem na região.

Novo Centro Esportivo visto de cima; espaço vai beneficiar moradores da região oeste da Capital. (Foto: Divulgação)Novo Centro Esportivo visto de cima; espaço vai beneficiar moradores da região oeste da Capital. (Foto: Divulgação)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions