A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

24/05/2018 17:39

Desabastecido, comércio não tem flor nem para tristeza nem para alegria

Greve já chega ao fim do 4º dia e falta de flores prejudica velórios e eventos

Izabela Sanchez
Rodrigo Rosa Ribeiro teve que diminuir as coroas pela metade em razão da falta de flores (Paulo Francis)Rodrigo Rosa Ribeiro teve que diminuir as coroas pela metade em razão da falta de flores (Paulo Francis)

A greve dos caminhoneiros, que pedem a diminuição do preço do diesel, já chega ao fim do 4º dia. Em Campo Grande, preços de combustível se elevam enquanto os estoques ainda oferecem o produto. Mas não é só combustível que preocupa os clientes. Para quem trabalha promovendo alegria ou decorando a tristeza, as flores estão em falta e prejudicam velórios e festas.

Na floricultura Flor do Oriente, Rodrigo Rosa Ribeiro, 42 decorava uma coroa funerária, uma das duas últimas que restaram. “Semana passada já não teve caminhão que viajou. Essas aqui eram 4 coroas para um velório, agora só temos para 2. Tentei conseguir com outra floricultura, mas também está em falta”, comentou. D

Dois caminhões que fornecem estão presos nas rodovias em Rio Claro (SP) e Paranaíba. O proprietário, no entanto, apoio a greve. “Não tem condições de continuar desse jeito, esse preço”, pontuou.

Em uma das floriculturas rosas chegaram de avião, mas flores para a coroa ficaram presas na estrada (Paulo Francis)Em uma das floriculturas rosas chegaram de avião, mas flores para a coroa ficaram presas na estrada (Paulo Francis)

A funcionária da Rosa Holanda também relatou o mesmo problema. Jéssica Ferreira da Silva, 29, contou que um caminhão está preso em Dourados. “Eles estavam vindo e pararam. Tinha bastante carregamento, que vem duas vezes na semana. Estamos sem estoque. Não temos pra coroa funerária, a única coisa que temos são as rosas que chegaram de avião”, relatou.

Lívia Cardoso, 45, é proprietária de uma floricultura e relatou que os pedidos dessa semana estão garantidos, mas para a próxima, deve faltar. “Nosso fornecedor chega toda terça, dessa vez adiantou e veio na segunda. Para a semana que vem vai faltar, principalmente coroas funerárias e flores para as festas de santos da igrejas. Não sabemos como vai ser”, afirmou.

Quem também teve problemas é o gestor de eventos, Antônio Osmanio. Além da falta de flores, Antônio teve um evento cancelado pela falta de fornecimento de carne,

“Eu estou sendo muito prejudicado. Sábado ia ter uma churrascada pra 800 pessoas, pré evento de uma feira muito grande que vai ter em julho. A carne não vai ter como vir. E já seria neste sábado. Eu to com um problema com os morangos, tem bastante bombom com esse recheio, e ele não tem na cidade, não vai ter mais. As flores também, estamos tendo que usar flor do campo porque as que vinham de caminhão não temos”, explicou.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions