A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

30/03/2019 08:54

Diarista tem moto furtada e penhorada em boca de fumo por pastor

Para a polícia o homem, de 31 anos, contou outra versão, a de que tentou vender o veículo na Avenida Ernesto Geisel

Geisy Garnes e Mirian Machado
A vítima procurou a polícia nesta manhã para registrar o caso (Foto: Henrique Kawaminami)A vítima procurou a polícia nesta manhã para registrar o caso (Foto: Henrique Kawaminami)

Diarista de 38 anos procurou a polícia na manhã deste sábado (30) depois de ter moto furtada por um pastor. O homem, identificado apenas como Nilson, de 31 anos, estava hospedado na casa da vítima para fazer trabalhos de evangelização pela Vila Taquarussu e confessou a ela ter penhorado o veículo me uma boca de fumo.

A mulher contou que o pastor chegou a Campo Grande há cerca de um mês e passou a fazer trabalhos de evangelização pelo bairro. Vindo de Brasília e sem ter onde ficar, se hospedou na casa em que ela vive com a filha de 7 anos, também na Vila Taquarussu.

Quando chegou do trabalho, na noite desta sexta-feira (29), não encontrou o pastor, mas também não percebeu nada “fora do lugar”. A diarista foi dormir e na manhã deste sábado, ao acordar, percebeu que sua moto, uma Honda Tintan 150 preta, não estava em casa. "Não ouvi barulho, acho que ele saiu empurrando". 

Ela ligou para o hospede, que garantiu que logo estaria de volta com a moto. No entanto, quando apareceu, estava sem o veículo. “Ele falou que tinha bebido e penhorou minha moto em uma boca de fumo. Ainda me pediu R$ 150 para buscar a moto, não dei e falei que ia denunciar para a polícia”, contou a diarista.

“Ele ainda falou: você ai me entregar por causa de R$ 150”, lembrou. A briga ainda terminou em agressão, já que revoltada com a situação, a vítima avançou contra o pastor. “Devia ter batido mais”.

Após a confusão, todos foram para a delegacia, onde o homem apresentou uma nova versão do crime. Afirmou aos policiais que foi até uma das pontes da Avenida Ernesto Geisel para vender a motocicleta, mas como não conseguiu, abandonou o veículo no local. As equipes foram ao ponto indicado por ele, mas nada foi encontrado.

Ainda segundo a diarista, a boca de fumo em que a moto foi penhorada fica a poucos metros de sua casa. “Ainda corro o risco de perder o emprego, porque não consegui ir hoje de manhã. E ele é pastor, acredita? não dá para confiar em ninguém”, lamentou. O caso é investigado pela Polícia Civil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions