A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/06/2013 20:56

Domingo teve 12 casas destelhadas em quatro bairros de Campo Grande

Helton Verão
Muitas ocorrências foram atendidas no CophatrabalhoMuitas ocorrências foram atendidas no Cophatrabalho

A Defesa Civil de Campo Grande atendeu a 12 solicitações envolvendo destelhamento de residências até o fim da tarde deste domingo, depois do vendaval de 83,9 quilômetros por hora e as fortes chuvas que atingiram a cidade.

As casas afetadas ficam nos bairros Coophatrabalho, Zé Pereira, Monte Castelo e Carandá Bosque. Outros 9 veículos foram danificados durante o temporal, por conta de queda de árvores, ou atingidos por telhas. 

“Foram distribuídas três bobinas de lonas, que são equivalentes a 300 m² para que as famílias que tiveram a residência afetada pudessem improvisar os reparos”, contou o coordenador municipal da Defesa Civil, Major Luidson Noleto, do Corpo de Bombeiros.

Segundo o oficial, ao longo do dia foram registrados 22 chamadas relativas a queda de árvores que caíram pela cidade. Equipes da Semadur também foram acionadas para retirar os entulhos das ruas. Por volta das 15h já haviam sido registrados 31 milímetros de chuva. A média histórica para o mês de junho é de 42mm

Uma dificuldade é a falta de estrutura. Os bombeiros têm apenas uma motosserra para o corte de árvores. Um chamado da Mata do Jacinto, por exemplo, feito por volta das 8h30, até o início da noite ainda não havia sido atendido.

Apesar de muitos sustos, ninguém se feriu em Campo Grande.

O prefeito Alcides Bernal informou pelas redes sociais que percorreu bairros para verificar os estragos e anunciou que o trabalho continua amanhã. 

O maior estrago foi registrado na Coophatrabalho, com seis destelhamentos entre casas e comércios, dezenas de quedas de árvores e pelo menos três de cabo de energia. 

Moradores de pelo menos 4 bairros de Campo Grande ficaram sem luz: Otávio Pécora, Taveirópolis, Vila Margarida e Coronel Antonino. Em algumas residência a energia só foi restabelecida no fim do dia.

No Residencial Flórida, localizado na rua Habdulahad, no bairro Jardim Paradiso, apartamentos também ficaram sem telhas que foram arremessadas pelo vento e atingiram oito carros que estavam estacionados.

As vigas da quadra de esporte do condomínio também foram danificadas. Com o vento, elas chegaram a entortar e uma delas voou e caiu em cima de um carro. 

No bairro São Francisco, outra árvore caiu e encobriu um Ford Ka que foi atingido quando passava pelo local. A queda foi na esquina das ruas Oviedo Serra e Seminário.

O secretário de Infraestrutura, Semy Ferraz, garantiu que amanhã cedo irá percorrer novamente a cidade para avaliar a dimensão dos estragos. 

Audiência pública na semana passada levantou que cerca de 20 mil árvores em Campo Grande estão condenadas e precisam de corte imediato, sob risco de queda em dias de chuva.

Neste domingo, vários moradores reclamaram que já solicitaram o corte, mas não foram atendidos pela prefeitura.

Também houve danos menores no São Francisco, Jardim Polonês, Vilas Boas, Carandá Bosque, Chácara Cachoeira, Zé Pereira, Vila Margarida, Coronel Antonino e Bosque do Carvalho. 



15 mil árvores para 3 biólogos avaliarem?vai demorar um pouco a podarem todas.kkkkkkk
 
Carlos Henrique em 17/06/2013 16:27:53
Já foi noticiado que deveriam ser retiradas das vias públicas 15 mil árvores de Campo Grande, o que não está sendo feito, as pessoas tem autorização para retirada ou poda, só que em alguns casos, mesmo com autorização, não pode ser feito este trabalho, porque o proprietário e a empresa que realizar o trabalho podem ser multados pela Secretaria da Prefeitura, de acordo com informação que tive da Enersul, que faz algumas dessas tarefas, e aí?
teremos que esperar que com novas tempestades, caiam árvores para colocar em prática planos emergenciais?
 
Paulo Roberto Duarte Paes em 17/06/2013 07:27:24
Tudo isso é culpa do Bernal!!!!!!!!!!!!!!
 
Claudiney Matos em 16/06/2013 22:58:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions