A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

03/06/2015 11:51

Dupla é presa acusada de roubar carros para "pegar" celulares na Capital

Filipe Prado e Luana Rodrigues
Jhonatan Felipe Araújo de Souza, 19 anos , e Elber Amâncio Alvez, 18, são suspeitos de participar de uma quadrilha responsável por roubos (Foto: Marcelo Calazans)Jhonatan Felipe Araújo de Souza, 19 anos , e Elber Amâncio Alvez, 18, são suspeitos de participar de uma quadrilha responsável por roubos (Foto: Marcelo Calazans)

Policiais da Defurv(Delegacia de Furto e Roubos a Veículo) prenderam dois homens acusados de praticar oito roubos em Campo Grande. Jhonatan Felipe Araújo de Souza, 19 anos , e Elber Amâncio Alvez, 18, são suspeitos de participar de uma quadrilha, com mais quatro pessoas, que roubava veículos para praticar crimes na Capital.

De acordo com o delegado Gustavo Bueno, responsável pelo caso, a dupla foi presa no dia 27 de maio, depois de realizar um “arrastão” na região do Jardim Monumento, na saída para São Paulo, levando quatro celulares das vítimas.

A polícia flagrou os bandidos realizando um assalto e os abordaram, mas os suspeitos tentaram atirar contra a guarnição, momento em que os militares realizaram os disparos, atingindo as costas de um deles. Um dos bandidos conseguiu fugir, interceptou uma viatura do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para que fosse realizado o atendimento e acabou sendo preso na Santa Casa.

 

Delegado Gustavo Bueno, responsável pelo caso (Foto: Marcelo Calazans)Delegado Gustavo Bueno, responsável pelo caso (Foto: Marcelo Calazans)

Depois da prisão, a polícia identificou que a moto usada nos crimes foi roubada no dia anterior (26), por volta das 21h, mas antes disso eles roubaram outra motocicleta para praticar os assaltos, inclusive o do veículo usado no arrastão.

A partir do cruzamento das informações, a polícia, conforme o delegado, descobriu que eles fazem parte de uma quadrilha que rouba veículos para praticar assaltos, principalmente celulares. "Assim eles dificultam o trabalho da polícia para identificá-los", explicou Bueno

Dois integrantes da quadrilha já haviam sido presos pela polícia e mais dois estão sendo investigados. “O que mais chama a atenção é a juventude dos dois e o ímpeto pela criminalidade”, comentou o delegado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions