A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

05/02/2018 20:56

Em fim de semana pré-Carnaval, 158 mil preservativos são distribuídos

Nyelder Rodrigues
Equipes percorrem as principais festas da cidade para conscientizar sobre o uso de preservativos (Foto: Divulgação/PMCG)Equipes percorrem as principais festas da cidade para conscientizar sobre o uso de preservativos (Foto: Divulgação/PMCG)

Equipes de prevenção e combate a IST/AIDS da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) distribuíram 158 mil preservativos somente neste fim de semana de pré-Carnaval, nas festas de rua realizadas em Campo Grande.

A campanha feita anualmente pela secretaria teve inicio na sexta-feira (2) e as ações estão programadas para ocorrer durante os sete dias da maior manifestação popular.

A previsão é que sejam distribuídos 500 mil preservativos fornecidos pelo Ministério da Saúde. No fim de semana, as equipes foram aos ensaios das escolas de samba Unidos da Vila Carvalho e Igrejinha, e festejos do bloco Calcinha Molhada, além de visitarem estabelecimentos comerciais parceiros.

No próximo sábado (10), vão acontecer simultaneamente duas blitz na avenida Afonso Pena, nos cruzamentos com as ruas Rio Grande do Sul e 14 de Julho. Na mesma data, haverá distribuição de preservativos e material informativo no bloco Cordão Valu e estabelecimentos parceiros.

Entre os domingo (11) e terça-feira (13), a mobilização acontece no desfile das escolas de samba, realizado na Praça do Papa, além dos principais clubes e bares da cidade, blocos de carnaval na Esplanada Ferroviária, Praça Aquidauana e no Grito de Carnaval na Praça do Rádio.

Para encerrar a Campanha 2018, a programação inclui a mobilização de conscientização no dia 17, com distribuição de material no bloco Capivara Blasé. Outras atividades foram programadas e devem acontecer no período pós-Carnaval para incentivar a população a procurar os postos de saúde para realizar testes rápidos.

"A expectativa é sensibilizar a população para o uso adequado do preservativo para prevenir as infecções sexualmente transmissíveis e a necessidade da realização do teste rápido no diagnóstico precoce e o tratamento em tempo oportuno", diz a a coordenadora de programas IST/AIDS e hepatites virais da Sesau, Denise Leite Lima.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions