ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  03    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Empresa transforma via pública em canteiro de obras e interdita faixa de avenida

Motoristas reclamam de dificuldades no local; situação está assim há pelo menos 5 dias

Por Liniker Ribeiro | 14/07/2020 17:14
Maquinário em espaço de faixa interditada para obras de construção de edifício, na Avenida Afonso; carro tendo que pegar outra faixa Pena (Foto: marcos Maluf)
Maquinário em espaço de faixa interditada para obras de construção de edifício, na Avenida Afonso; carro tendo que pegar outra faixa Pena (Foto: marcos Maluf)

A construtora Plaenge interditou uma das faixas da Avenida Afonso Pena, para mais uma fase de obra em edifício, e tem incomodado motoristas há pelo menos cinco dias. Além do fluxo de veículos no local, o espaço também é usado por motoristas que saem do Shopping Campo Grande, no Bairro Santa Fé, e serve de acesso a Avenida Ceará.

“Atrapalha e muito, eu trabalho e saio toda hora”, explica o taxista Lindomar Teodoro, enquanto aguarda um tempo maior para deixar o centro comercial, desde que a interdição começou.

Trabalhadores em trecho onde faixa foi interditada e veículos passando ao lado (Foto: Marcos Maluf)
Trabalhadores em trecho onde faixa foi interditada e veículos passando ao lado (Foto: Marcos Maluf)

A interdição também dificulta a circulação de ônibus. Com um ponto próximo ao local, depois que o coletivo embarca novos passageiros, o condutor precisa de um tempo a mais para trocar de faixa e conseguir passar pelo local.

Parte do tempo de espera é devido à velocidade que motoristas circulam pelas as outras duas faixas. “Eu até entendo que deve ter sido autorizado, mas fica difícil porque pela faixa do meio eles passam muito rápido”, opina outra motorista que deixava um shopping na região.

Foto enviada ao Campo Grande News também mostra um cone na alça de acesso a Avenida Ceará.

Até quando – Em nota, a Plaenge respondeu que nenhuma empresa deve se esquivar da responsabilidade de sinalização e “o Grupo Plaenge mantém rigor nesses processos em seus empreendimentos, pois envolvem segurança, tráfego, mobilidade urbana e principalmente vidas”.

“Em relação ao estreitamento pontual da área de fluxo trata-se de momentos pontuais para descarga de caminhões/carretas, que tem previsão até o próximo dia 30 de julho do corrente ano. Lamentamos eventuais aborrecimentos que tais procedimentos possam gerar e agradecemos toda opinião construtiva a respeito”, completa a nota.

Cone também foi colocado em alça de acesso a Avenida Ceará (Foto: Direto das Ruas)
Cone também foi colocado em alça de acesso a Avenida Ceará (Foto: Direto das Ruas)

Matéria editada às 18h34 para acréscimo de informações