ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 

Capital

Enfermagem anuncia greve a partir de sábado na rede municipal de Saúde

Por Aline dos Santos | 17/06/2015 09:56

Os profissionais de enfermagem que atendem na rede municipal de saúde de Campo Grande entram em greve no próximo sábado, dia 20, a partir das 6h. De acordo com Hederson Fritz, da Comissão de Negociação dos Trabalhadores da Enfermagem, a paralisação por tempo indeterminado é para cobrar reajuste de 8,5% correspondente à reposição da inflação.

“Estamos tentando negociar desde o fim do ano passado, foram várias tentativas. Mas, na realidade, não sentou nem para conversar”, afirma.

Conforme Fritz, a prefeitura foi informada da mobilização da categoria, que cumpre os protocolos da Lei de Greve. Com a paralisação, o atendimento será diferenciado. Na rede de atenção básica, formada por UBS (Unidade Básica de Saúde) e UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família), a greve será de 100%. Só será aberta exceção para paciente grave.

Nas UPAs (Unidade de Pronto Atendimento), o atendimento será normal nas áreas vermelha e amarela, destinadas a casos de urgência e emergência. Nas classificações verde e azul, será mantido 30% da equipe.

No CRS (Centro Regional de Saúde), a média será de 70% da equipe trabalhando. No Hospital Dia e nos Caps (Centro de Atenção Psicossocial), o percentual cai para 50%.

A organização do atendimento durante a greve será apresentada nesta semana ao Conselho Municipal de Saúde. A rede municipal tem entre 800 e mil profissionais de enfermagem. Neste ano, a população já sofreu com a greve dos médicos.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, não há negociação marcada. A administração municipal informa que só se posicionará a respeito caso a greve se confirme.

Nos siga no Google Notícias