A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

22/03/2013 20:04

Erosões impedem tráfego nas ruas e causam problemas no Noroeste

Nyelder Rodrigues e Helton Verão
Erosões impedem passagem de veículos em várias ruas do Jardim Noroeste (Fotos: Marcos Ermínio)Erosões impedem passagem de veículos em várias ruas do Jardim Noroeste (Fotos: Marcos Ermínio)
José Marques mora na rua há quatro anos, e revela que em períodos de chuva a erosão fica maior aindaJosé Marques mora na rua há quatro anos, e revela que em períodos de chuva a erosão fica maior ainda

Erosões em ruas. Problemas que causam transtornos, diariamente, aos moradores do Jardim Noroeste, região leste de Campo Grande.

Lá, quem mora ou precisa passar pelas ruas não asfaltadas sofre com os buracos. Em alguns locais, as crateras são tão grandes que impedem a passagem de veículos.

Uma dessas ruas, apontada como a em pior estado, é a Custódio de Melo. A situação é considerada muito crítica pelo auxiliar administrativo José Marques, de 50 anos.

Residindo há quatro anos no local, ele comenta que a rua já esteve em situação mais crítica do que a de hoje. “Nesta situação ainda está dando para passar. Mas tem que torcer para não chover muito nos próximos dias”, conta.

Ao explicar que os buracos pioram com as chuvas, José também conta que houve tempos em que mal conseguia chegar em casa com o carro. Apesar de ficar a poucos quilômetros do centro da cidade, ele era obrigado a deixá-lo na casa da vizinha, ou as vezes, devido ao crescimento da erosão, na esquina.

Outro que também é prejudicado pelo problema é João Alberto Duré, de 32 anos. Morando com a mulher, Tamires Alves, há três anos na rua ao lado, ele confirma que a situação chega a ser pior quando chove muito.

Para chegar em casa, João Alberto afirma que precisa dar a volta na quadra para chegar a residência, e também teme que a erosão aumente caso chova mais. Já Tamires, reclama que em todo o Jardim Noroeste há erosões semelhantes nas ruas não asfaltadas.



E para piorar a situação do LEON DENIZARTE CONTE contamos ainda com um lixão "entulho" como é classificado, mas no qual podemos encontrar de tudo até mesmo animais mortos, temos que nos submeter ao terrível cheiro do lixo, a uma vasta poeira o tempo todo e não sendo o suficiente ainda temos que aguentar a fumaça que fica encobrindo nossas casas. A situação é muito critica, pois temos familias que residem em frente a esse lixão, temos criança, idosos que vivem respirando esse ar podre, pueira, fumaça.
 
Adriele Ajala em 25/03/2013 08:04:30
Qdo se fala Jd Noroeste, fala-se numa região adjacente , tambem abandonada pelo poder publico, as fotos mostradas, são do nosso bairro LEON DENIZARTE CONTE, dentro do jd Noroeste, Um residencial da prefeitura, totalmente abandonado, desde a administração anterior, estamos mesmo ilhados pelo mato que nos rodeia, pelas ruas intrasitaveis,sem um minimo de atenção do poder publico, ficaríamos felizes se soubessemos que em outros bairros , se tivessem atenção do poder publico, no entanto, sabemos do abandono total da cidade, vivemos como na administração anterior...de esperança e muita paciencia
 
israel cardoso de andrade em 23/03/2013 18:10:43
Aqui na Vila São João Bosco o problema é igual ou pior... Estamos sento atacados até por animais peçonhentos. Há vários oficios p/ Câmara/Vereadores prefeitura e nada foi feito.
Nem a imprensa pode ajudar...
Quem será q pode nos socorrer...
Aqui tem uma rua que mudamos o nome de Rua Sidrolandia por: RUA SE DESCER NÃO SOBE.
 
EZEQUIEL DOS SANTOS em 22/03/2013 21:10:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions