A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Fevereiro de 2019

24/01/2019 14:36

Espancado por ciúmes, jovem diz que escapou da morte graças aos vizinhos

Rapaz nega envolvimento amoroso com a esposa do agressor, que tem 15 anos

Guilherme Henri e Bruna Pache
Rosto de Douglas Carneiro Cardoso após as agressões (Foto: Bruna Pasche)Rosto de Douglas Carneiro Cardoso após as agressões (Foto: Bruna Pasche)

Espancado após cair em uma emboscada, Douglas Carneiro Cardoso, 19 anos, disse que foi salvo da morte por vizinhos. O principal suspeito de cometer o crime, Daine Lima Gomes, 32 anos, foi preso em flagrante.

O caso aconteceu ontem (23), em condomínio na Rua Estaticia, no Jardim Carioca. O rapaz sofreu traumatismo craniano e está internado na Santa Casa de Campo Grande.

Com o rosto completamente inchado pelas agressões e ainda tentando acalmar a mãe, a vítima negou que tinha um relacionamento amoroso com a esposa do suspeito – de 15 anos.

Além disso, a vítima não mora no prédio onde o casal reside e segundo o próprio pai – que não quis se identificar – o “menino só tem tamanho”, sobre a mentalidade do filho.

“Fui visitar a minha mãe, que mora lá [condomínio]. Na terça-feira estava tomando tereré com colegas em um dos quiosques. A menina apareceu. Não a conhecia, mas os meninos sim e inclusive ela chegou a mencionar que era solteira”, detalha.

Na sequência, conforme Douglas, a menina pediu o celular dele. “Nem vi o que ela fez. Depois trocamos números e algumas mensagens, mas nada de paquera. No dia seguinte, recebi outra mensagem dizendo que os meus colegas iam ao apartamento dela tomar tereré. Ela me convidou também, mas quando cheguei lá fui trancado no apartamento por um homem”, relata.

Vítima está internada na Santa Casa (Foto: Bruna Pasche)Vítima está internada na Santa Casa (Foto: Bruna Pasche)

Espancado – Neste momento, o menino diz que recebeu uma pancada na cabeça tão forte que não conseguiu nem distinguir se foi provocada por um soco ou uma paulada.

“Eu apaguei. Quando acordei, estava apanhando, com uma faca. Aí desmaiei de novo e voltei a acordar em meio a pancadaria. Não conseguia me levantar e também não entendia porque estava apanhando tanto”, descreve.

As agressões foram ouvidas pela vizinha, uma dona de casa de 42 anos – que mora em cima do apartamento onde ocorria o espancamento. Assustada e temendo pela vida do rapaz, a mulher foi até a porta do vizinho.

“Falei para um amigo de Daine – que estava fora da casa – que o menino tinha problema na cabeça e se acontecesse algo ia dar problema para eles”, conta.

A frase surtiu e efeito e o colega do agressor entrou na casa e pediu para que Daine parasse de bater no menino.

Douglas foi para a casa da mãe, mas precisou ser levado para um posto de saúde e em seguida transferido para a Santa Casa – onde permanece internado.

“Eu entrei em choque quando vi meu filho”, descreve o pai da vítima, sentado ao lado da mãe inconsolável.

Agressor – Ainda segundo a vizinha, Daine e menina moram no condomínio há pouco tempo, se mudaram no final do ano e não tem o habito de conversar com outros moradores.

“Antes de agredir o menino, ele quebrou o apartamento inteiro ou bateu na menina, porque o barulho era muito alto”, diz a mulher.

Ainda segundo ela, “Douglas solta pipa com meu filho, que é bem menor que ele. Um menino muito doce”, finaliza.

Os pais da vítima chamaram a polícia e Daine foi preso em flagrante. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions