A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

08/01/2011 09:23

Estacionamento irregular invade calçadas e canteiros de avenidas da Capital

Marcio Breda
Carros parados próximo à Cidade do Natal,um dos pontos de estacionamento irregular.Carros parados próximo à Cidade do Natal,um dos pontos de estacionamento irregular.

Apesar das ruas e avenidas largas, Campo Grande começa a sofrer de um problema de cidades maiores e com características diferentes: o estacionamento de carros em calçadas. O problema, crônico nos bairros, também atinge pontos de grande movimento.

Um deles é a Avenida Eduardo Elias Zahran. A calçada que cerca um posto de gasolina desativado é usada como ponto de estacionamento de carros, particulares ou à venda. A “vitrine” improvisada bem na esquina da Zahran com a Rua Luiz Dodero possui carros de todos os tipos, desde caminhonete Hilux colocada em cavaletes até um Uno 89.

“Atrapalha mesmo. O problema aqui é que é difícil atravessar e com os carros na calçada a gente tem que ficar na sarjeta esperando o movimento diminuir”, comenta Analice Carvalho, 34 anos, funcionária pública.

Segundo o proprietário da loja de automóveis, Emídio Cezar, a calçada é ocupada em função da falta de vagas. "Não tem só carro da loja. A grande maioria é de gente que pára ai para poder ir na Caixa ou outros bancos. Os da oja só ficam um tempo até a gente manobrar de volta para dentro", explica.

O estacionamento irregular não fica apenas nas calçadas. Na Cidade do Natal, nos altos da Afonso Pena, quando o movimento cresce, entre as 18h e 22 horas, motoristas perdem o medo da fiscalização e estacionam até em cima da grama do Parque das Nações Indígenas.

O Campo Grande News flagrou carros nesta situação esta semana. Para não deixar o veículo muito longe em ruas das proximidades ou pagar até R$ 10 reais para deixar o carro em terrenos particulares, os motoristas utilizam o canteiro do Parque como estacionamento, às vistas da fiscalização.

“Já estive aqui uma vez e sofri muito com o congestionamento. De noite fica lotado mesmo, é impossível estacionar. Dessa vez viemos mais cedo para aproveitar mais, sem problemas de avenida engarrafada ou lotação na pista de patinação”, afirma Paulo Araújo Santos, 40 anos, autônomo, que leva os dois filhos, de sete e dez anos para brincar no local no período de férias.

Problema crônico - De acordo com dados da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), a cada dez multas emitidas nos bairros de Campo Grande, seis são contra motoristas que estacionam nas calçadas impedindo a passagem de pedestres.

A infração é grave, acarreta cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e custa R$ 127,69 aos motoristas.

Segundo a Agetran, na Avenida Ceará o estacionamento irregular é uma prática comum driblada por comerciantes. Em alguns estabelecimentos o recuo das vagas de estacionamento ocupa apenas uma parte do prédio, suficiente para caber a frente do veículo. O restante da “vaga” invade a calçada. O tamanho da vaga padrão é de 2,5m x 5m.

Apesar dos comerciantes pintarem o chão como se fosse estacionamento, motoristas que deixam seus veículos nesses locais podem ser multados, segundo a Agetran.

Para tirar as dúvidas sobre como fazer as vagas em frente a um imóvel, o proprietário deve entrar em contato com a Semadur e solicitar também visita de funcionários do setor de engenharia da Agetran.

Carros ocupam dois lados da calçada na Rua Central, esquina com Avenida Zahran. Foto: Marcio BredaCarros ocupam dois lados da calçada na Rua Central, esquina com Avenida Zahran. Foto: Marcio Breda
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


A campanha VAMOS PASSAR POR CIMA DOS CARROS ESTACIONADOS EM CALÇADAS, proposta pelo Marco Antonio Correia, é legítima e legal. Eu já passei por cima de dois carros, há mais de um ano. Um, na Rua Dr Quirino, Campinas, e outro, na Rua Uruguai, Londrina.
 
Edson Delattre em 08/02/2011 04:51:40
FALTA DE CIDADANIA E EDUCAÇÃO.
 
CLAUDINEI ROBERTO PAOLELLI em 20/01/2011 01:22:09
Em Campinas (SP), a situação é igualzinha. Prefeitura e EMDEC são coniventes com o uso de calçadas como estacionamento. Nesse momento, estou elaborando um dossiê, com mais de quinhentas fotos e uns vinte filminhos, mais uma relação de 115 pedidos à EMDEC, para protocolar na Promotoria de Habitação e Urbanismo, no sentido de que uma calçada deixe de ser usada como estacionamento de restaurante. Prefeitura e EMDEC são omissas. Mas de publicidades nas mídias, elas vão muito bem, obrigado. A bandalheira toma conta da cidade. Caso desejem, posso enviar um folhetinho que coloco no pára-brisas dos infratores. Podem ler um manifesto no site www.queimadasurbanas.bmd.br , setor VIDA & SAÚDE-CIDADANIA. Nosso país está uma nau sem rumo. Como disse um ex ministro, NO BRASIL, FAZER PREVALECER A LEI É UM ATO REVOLUCIONÁRIO. Saudações ecológicas e libertárias. Edson Delattre.
 
Edson Delattre em 14/01/2011 01:08:23
Vamos fazer uma campanha: "CARRO NA CALÇADA...VAMOS PASSAR POR CIMA!!!"
Quem sabe assim os "mautoristas" aprendem...
 
Marco Antonio Correia em 09/01/2011 12:22:47
Olha vou contar meu drama. Sou sim a favor que não se estacione nas calçadas, mas no nosso caso aqui da rua Capiatã no parque novos estados e muito grave , pois a rua e estreita e mão dupla , e ainda mais e linha de onibus , fato que impossibilata que se estacione na rua , pedimos as autoridades de transito que de uma olhada pois ja ocoreram varios acidentes e confusões devido a isso , pedimos que ou mude a linha do onibus ou que seja mão unica . so assim poderemos estacionar nossos carros na rua .
 
juarez delmondes em 08/01/2011 12:06:26
na rua jose antonio com a rua marechal rondon tem uma loja que rebaixou toda a calçada cade a fiscalizaçao ? e nao deixam estacionar se nao for cliente da loja pode? e amiguinho do prefeitoooooo?????
 
clelia maria trindade em 08/01/2011 11:41:43
POR QUE A AGETRAN EM VEZ DE FAZER PONTO NO CENTRO DE CAMPO GRANDE NÃO FISCALIZA ISSO. PORQUE NÃO SE VE A AGETRAN TRABALHANDO A NOITE. E PORQUE A POLICIA MILITAR (TRANSITO) NAO FAZ NADA.
resposta: POR QUE AQUI NESTA CIDADE DEPOIS DAS 18 HS. A AGETRAN ENCERRA O EXPEDIENTE. POR QUE A POLICIA MILITAR TAMBEM ENCERRA O EXPEDIENTE. POR QUE O TRANSITO A NOITE É UMA BAGUNÇA FAZEM O QUE QUEREM NO TRANSINTO.
AV. AFONSO PENA PROXIMO AOS BARES: PARAM EM FILA DUPLA PARA FICAREM OLHANDO PARA OS BARZINHOS.
AV. VIA PARQUE CAMINHA PARA O SOTER TEM UM BARZINHO DE ESQUINA ONDE SE FICA INTRANSITAVEL POR QUE LA FAZEM O QUE QUEREM.
RESUMINDO AQUI TODOS FAZEM O QUEREM, E QUEM TEM QUE FAZERALGO NÃO FAZ.
 
JULIO C ESAR em 08/01/2011 10:28:42
O PROBLEMA É QUE A PREFEITURA NÃO FISCALIZA NADA, PQ TEM MUITOS COMERCIOS QUE SIMPLESMENTE REBAIXARAM A GUIA E INVENTARAM ESTACIONAMENTOS. É SO DAR UMA VOLTA PELA AV. MATO GROSSO E OUTRAS AVENIDAS QUE VÃO CONSTATAR AS IRREGULARIDADES. POR QUE NÃO MULTAM O ESTABELECIMENTO E O VEICULO.
 
JULIO CESAR em 08/01/2011 10:22:29
Em certos pontos da capital é até mesmo perigoso para os transeuntes, aqueles que preferem andar ou não possuem um automóvel tem que fazer malabarismos nas calçadas não raro andar pela via, atitude perigosa quando se sabe que o motorista campograndense dirige com imprudência...mentalidade até desumana e egoísta daquele que obstaculiza o passeio público com seu veículo - tipo fo...os outros! Tem mesmo é que multar!
 
Fernando Andrighetti em 08/01/2011 10:18:58
E a Agetran não vai fazer nada??????????????????
Está na hora da Agetran fazerm um pente fino nas principais avenidas da capital, multando os motoristas que estacionam irregularmente em calçadas. A calçada é do pedestre e não dos automóveis.
A Agetran pode começar a multar por essa loja de automóveis localizada na Av. Eduardo Elias Zahran esquina com a rua Luiz Dodero. Passo todos dias nesse local e os carros ficam todos literalmente na calçada. Multa neles já!!!!!!!!!!!!!!!!
 
Evandro Silva em 08/01/2011 10:02:48
Sorte desses carros estacionados na calçada que ainda não passei por lá, porque se eu estiver que passar pela calçada nesse local eu passo por cima dos carros e quero ver a garagem de venda chiar ou o dono (a) do carro vir reclamar, aliás vou dar uma passadinha lá segunda-feira me aguardem seus carros cada um no seu quadrado: CARROS NAS RUAS E PEDESTRES NA CALÇADA.
 
Douglas Ruiz em 08/01/2011 09:54:40
então e cade a policia?????? tem que distribuir melhor o efetivo de campo grande, eles fazem blitze e ocupam todos os policiais da cidade, assim fica dificil, cobre de um lado e descobre do outro.
 
MOACIR CAFARO em 08/01/2011 09:53:19
facil é jogar a culpa nos orgãos ficalizadores pela inoperancia de seus sistemas, o dificil é certos motoristas terem respeito com os cidadões de um modo geral, e certos lojista aprenderem que calçada não consta em sua escritura. Estacionar nas calçadas pode ser um ato isolado e momentaneo, que passa despercebido pelos agentes de transito que são poucos; já o rebaixamento do meio fio é um ato permanente onde um patrimonio publico (calçada), foi danificado. Fiscalizar deveria ser um ato permanente, e todo o infrator perder tempo em cursos de cidadania. Mas fiscalizar e multar não é a solução, a prefeitura deveria reparar o dano, e cobrar o serviço com acrescimo de 100% pela administração
 
ricardo castro em 08/01/2011 06:27:28
Na minha visão a agetran não ganha dinheiro fazendo a fiscalização desse tipo de coisa, mais o Flexpark deve pagar uma nota preta para os agentes fiscalizarem os parquimetros sem dó nem piedade, ai ficamos a mercê da nossa própria sorte tendo que andar pelo meio da rua, por que os bonitões precisam estacionar nas calçadas, isso acontece na cidade toda, e a falta de locais adequados ao estacionamento agrava ainda mais o problema.
 
Oswaldo Junior em 08/01/2011 06:24:22
Tem uma praça na Rua Amazonas quase esquina com a antiga Furnas, que a prefeitura deu o exemplo de investimento em acessibilidade, reformou a praça em função de 01 trailer de lanches (do renato, sem higiene alguma), que está na praça sem pagar nada e ainda a prefeitura bloqueou a calçada dos pedestres, isso mesmo, o projeto da prefeitura contemplou isso, a calçada contorna o trailer e existe guia de concreto impedindo o pedestre de utilizar a calçada.
O prefeito e o paulo siufi, ainda inauguraram a lambança com solenidade.

Robson
 
Robson Pereira em 08/01/2011 05:23:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions