A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

01/06/2015 22:13

Estado inaugura amanhã 1ª escola de Assistência Social do Brasil

Lúcio Borges
Um dos auditórios com capacidade para 300 pessoas. (Foto: divulgação)Um dos auditórios com capacidade para 300 pessoas. (Foto: divulgação)
Fachada da Escola no bairro Guanandi. (Foto: divulgação)Fachada da Escola no bairro Guanandi. (Foto: divulgação)

Mato Grosso do Sul ganha nesta terça-feira (2), a primeira escola de Assistência Social do Brasil, a Escola do Suas-MS (Sistema Único de Assistência Social de MS) Mariluce Bittar, com sede em Campo Grande. O projeto foi realizado com recursos do Governo do Estado e será centro de referência para todo o País. A inauguração está programada para ocorrer às 8 horas, no bairro Guanandi, com a presença do governador Reinaldo Azambuja e da secretária de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), vice-governadora Rose Modesto.

A obra é considerada histórica para o Estado e deve ser modelo nacional, onde trará ao evento as presenças da secretária Nacional de Assistência Social, Ieda Castro; o secretário Nacional de Renda e Cidadania, Helmut Schawarzer; a presidente do Conselho Nacional de Assistência Social, Marlene Azevedo da Silva; e secretários de Assistência Social da região Centro-Oeste. “Nesta inauguração, vamos receber autoridades da área da Assistência Social de todo o Brasil que vem para o evento para entender o funcionamento da escola e levar para seus respectivos Estados a experiência”, disse Rose Modesto.

A titular da Sedhast explica que depois de investidos nesta obra R$ 3 milhões, a meta é atender 1.611 mil pessoas, em oito cursos, somente neste ano, para irem a campo posteriormente. A escola comporta dois auditórios: o maior com capacidade para 300 pessoas e outro para 100 pessoas, cinco salas de aula, biblioteca e laboratório de informática. “O objetivo maior é levar para a população serviço de excelência nos Cras (Centro de Referência de Assistência Social), Creas (Centro de Referência Especializada de Assistência Social) e entidades a partir de capacitações que passarão a ser realizadas no novo espaço. Antes, elas aconteciam em locais dispersos; o Estado gastava com locação e não havia um centro de referência para cursos periódicos”, apontou Rose.

Processos e ações

A escola começa a funcionar no segundo semestre, pois licitações devem ser abertas neste mês para selecionar as universidades que vão oferecer as capacitações. “O público que será capacitado na Escola vai desde os assistentes sociais, educadores, psicólogos, sociólogos até os profissionais de nível médio como os cuidadores e orientadores sociais”, explica o superintendente da Política de Assistência Social da Sedhast, Sérgio Wanderly Silva.

Além de centro de capacitação, a Escola de Assistência Social ainda será centro de referência para receber eventos da área e a agenda começa já nesta terça-feira com a Reunião Ampliada do Conselho Nacional de Assistência Social – Etapa Centro Oeste. Outros eventos passarão a acontecer no local como as reuniões mensais da CIB (Comissão Intergestores Bipartite) – espaço de articulação de gestores ligados à assistência social do governo do Estado e municípios. (com informações Noticias MS).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions