A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

10/04/2013 11:46

Ex-policial é preso depois de roubar garagem de carros e residências na Capital

Luciana Brazil e Mariana Lopes
José Heleno está preso da Defurv, acusado de ter roubado um carro, televisão, notebook, tênis, celular, entre outros aparelhos (Foto: Marcos Ermínio)José Heleno está preso da Defurv, acusado de ter roubado um carro, televisão, notebook, tênis, celular, entre outros aparelhos (Foto: Marcos Ermínio)

Evadido do semi-aberto desde fevereiro deste ano, o ex-policial do Acre José Heleno de Oliveira Lima, 51 anos, foi preso na última segunda-feira (8), em Campo Grande, depois de roubar um veículo de uma garagem de carros na avenida Bandeirantes e duas residências.

José Heleno, que cumpria pena por roubo na Capital desde 2005, tinha sido transferido para o semi-aberto, Centro Penal Agroindustrial da Gameleira, no dia 19 de fevereiro. Cinco dias depois, 24 de fevereiro, o ex-policial fugiu da Gameleira.

No dia 3 de março, ele foi até uma garagem de carros na avenida Bandeirantes e disse para o vendedor que queria fazer um test drive no veículo Gol. A vítima, o vendedor Rodrigo Moura Aguirre, 32 anos, conta que José Heleno quis mostrar o carro para esposa. “Ele disse que a mulher trabalhava na rua 13 de Maio, em frente à praça Ary Coelho”.

Ao chegar ao suposto endereço, o policial mandou que o vendedor descesse para chamar a falsa esposa. “Eu disse que era para gente descer junto porque eu não conhecia ela”. José Heleno apontou uma arma para Rodrigo, que desceu do veículo.

Com o carro roubado, José Heleno assaltou duas residências. No dia 27 de março, no Jardim TV Morena, José Heleno roubou um notebook, um tablet e outros equipamentos eletrônicos. No dia 4 de abril, o assalto foi bairro Carandá Bosque, de onde levou televisão, celular, tênis e roupas.

De acordo com a delegada Maria de Lourdes, da Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos), o modus-operandi de José Heleno era sempre o mesmo, desde quando foi preso em 2005.

“Ele rondava as residências, batia palma e se identificava como funcionário da RB alarmes. Ele dizia que tinha que fazer uma instalação na cerca elétrica”.

José Heleno abordava sempre as empregadas domésticas. “Ele começava a fingir que estava instalando alguma coisa. Chamava a empregada e pedia para ela segurar um fio, porque ele tinha que pegar algo nos equipamentos dele”, explicou a delegada.

Enquanto isso, ele entrava na casa e roubava os pertences da família.

José Heleno era soldado na Policia Militar do Acre, e foi expulso da corporação em 2001, por roubar armas do regimento. Em 2002, ele veio para Campo Grande. José Heleno confessou os crimes e afirmou que nunca trabalhou na cidade, se sustentando apenas com o roubo.

Ele nega ter usado arma de fogo, mas duas vítimas confirmaram que ele estava armado. Ele conta que fugiu da Gameleira para fazer um trabalho em uma chácara, e aproveitou para fugir. “Eu agi por ganância”.

Ele está sendo indiciado por roubo qualificado pelo uso de emprego de arma e por impossibilitar a defesa da vítima.

A delegada não apreendeu nenhuma arma com José Heleno, mas diz que as investigações continuam porque há suspeitas de outras vítimas. “Com a divulgação dele, outras pessoas podem identificá-lo. E quem identificá-lo, deve ir até a delegacia e registrar o Boletim de Ocorrência”.

Maria de Lourdes alerta ainda sobre os cuidados de não abrir a porta para estranhos. "É importante ligar para os donos da casa e avisar sobre qualquer situação parecida". A prisão de José heleno foi feita pela equipe da Defurv, que já estava em investigação.

 

Delegada Maria de Lourdes alerta sobre os cuidados de não abrir a porta para estranhos (Foto: Marcos Ermínio)Delegada Maria de Lourdes alerta sobre os cuidados de não abrir a porta para estranhos (Foto: Marcos Ermínio)
Carro que José Heleno fez o test drive e roubou (Foto: Marcos Ermínio)Carro que José Heleno fez o test drive e roubou (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions