A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

06/12/2012 09:02

Explosões são ouvidas em loja e vizinhos deixam os prédios

Chamas começaram por volta das 7 horas e há risco de atingir comércio e casas

Nadyenka Castro, Paula Maciulevicius e Mariana Lopes
Foto feita por leitor do Campo Grande News mostra a fumaça vista de longe. (Renan Teles)Foto feita por leitor do Campo Grande News mostra a fumaça vista de longe. (Renan Teles)

A situação é crítica na loja Paulistão, localizada na avenida Costa e Silva, em Campo Grande. O comércio é consumido por chamas desde às 7 horas desta quinta-feira.

Explosões são ouvidas a todo o momento. Vizinhos saíram dos imóveis e o trânsito, desde a avenida Eduardo Elias Zahran está tumultuado.

Testemunhas disseram que viram fumaça saindo do ar-condicionado e, em seguida, as chamas. As labaredas saem pelas janelas e, de longe, é possível saber que há um grande incêndio.

A fumaça é vista de vários pontos da cidade, distantes da Costa e Silva, região Sul da Capital. Um deles é o bairro Monte Castelo, que fica do outro lado do município.

Nas proximidades do incêndio, imóveis começam a ser evacuados. A dona de casa Margarida Pereira Alonso, 50 anos, mora em terreno atrás do Paulistão, e por iniciativa própria, deixou a residência.

“Estava ficando quente as paredes”, conta. Com medo, ela pegou o neto de um ano e saiu da residência.

Dona de restaurante vizinho ao Paulistão, Marinês Rocha Estevão diz que o Corpo de Bombeiros já mandou desligar a rede de energia e de distribuição de gás e também a sair do prédio. A determinação também é para outros vizinhos, comerciantes ou moradores.

As paredes da loja e de outros imóveis correm risco de desabar. Algumas já estão rachadas. A Defesa Civil foi acionada e caminhões pipas devem ajudar com mais água.

 É o segundo incêndio em lojas do grupo desde 2007, quando a unidade na Rui Barbosa foi destruída pelo fogo.

Bombeiros combatem incêndio em loja de utilidades domésticas e brinquedos. (Foto: Luciano Muta)Bombeiros combatem incêndio em loja de utilidades domésticas e brinquedos. (Foto: Luciano Muta)
Fumaça saindo de loja incendida nesta manhã, na avenida Costa e Silva. (Foto: Luciano Muta)Fumaça saindo de loja incendida nesta manhã, na avenida Costa e Silva. (Foto: Luciano Muta)

Há pelo menos 25 militares no combate ao fogo. Policiais militares e agentes de trânsito ajudam a controlar o trânsito, que está interditado no trecho onde fica a loja, no sentido Centro/bairro.

O controle no trânsito é feito a quilômetros de distância. Situação que deixa o tráfego lento em vias próximas.

O Paulistão fica bem próximo ao quartel do Corpo de Bombeiros localizado na Costa e Silva.

Este é o segundo incêndio na rede de lojas de brinquedos e utilidades domésticas. No início da noite de 11 de agosto de 2007, a unidade localizada na rua Rui Barbosa, no Centro e, foi destruída pelo fogo. À época, as chamas acabaram com estoques e causou sérios danos à estrutura física do prédio. O combate durou mais de 10h.

Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...


Não entendo porque as pessoas só postam comentários negativos.
Devíamos dar graças a Deus porque não houve vítimas.
Prejuízos materiais se recuperam, vidas não.
Daqui a pouco tudo volta ao normal, tudo se reconstrói. Se houvesse vítimas, aí sim, teríamos muito que lamentar.
 
Rubens Ferreira da Silva em 07/12/2012 13:10:48
É muito triste, ver uma loja bem tradicional em Campo Grande nessas condições, fico realmente triste.
 
Joana Darc Correa de Souza em 06/12/2012 11:02:58
O corpo de bombeiro da nossa cidade ele não tem estrutura, para atender esses tipos de ocorrência por ser uma capital ele deveria ser mas capacitado.
 
Gabriel Brito em 06/12/2012 10:07:23
Mas vem cá, de novo!
 
Mauro Dorigon em 06/12/2012 09:59:32
Fiquei impressionado com tamanha proporção desse incêndio agora pela manha. Eu penso no prejuiso e nos funcionarios do local
 
Thiago Brites em 06/12/2012 09:55:09
Poxa que pena, mas se não me engano é a segunda vez que o Paulistão pega fogo, não sei se seria a mesma loja mas no outro incêndio foi na Rui Barbosa.
 
Silvio Cesar em 06/12/2012 09:50:36
AI TEM COISA HEIM!
A MAIS OU MENOS DOIS ANOS ATRAS É A TERCEIRA VEZ QUE A LOJA DELE PEGA FOGO.
http://www.jovemsulnews.com.br/user3/index.php?id=26536
ENGRAÇADO NÉ. E O PREJUIZO QUE ELE CAUSOU NA CIDADE? E NO TRANSITO? NAS LOJAS VIZINHAS? ELE SÓ QUER SABER DO SEGURO QUE ELE VAI RECEBER E VAI CONSTRUIR UMA LOJA AINDA MAIOR

PALHAÇADA VIU!
 
Daliton Jorge em 06/12/2012 09:15:08
É necessário intensificar a fiscalização no estabelecimentos, existe grandes empresas que não tem sistema de combate a incendio implantado, bem como edificios, lojas comerciais, oficinas e etc...

De quem é a responsabilidade?Um órgão empurra para o outro.

Só aparecem para apagar incêndio. Literalmente falando, aí já é tarde demais.
 
nilson carvalho de souza em 06/12/2012 09:11:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions