A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/11/2015 13:12

Falta de viaturas e combustível emperra PM e prejudica rondas na Capital

Michel Faustino e Luana Rodrigues
Apesar das limitações, ainda é possível encontrar viaturas em rondas pelo centro da cidade. (Foto: Fernando Antunes)Apesar das limitações, ainda é possível encontrar viaturas em rondas pelo centro da cidade. (Foto: Fernando Antunes)
 Vendedor de móveis e eletrodomésticos Edson José de 42 anos, conta que, no centro é praticamente impossível encontrar uma viatura, ou um policial. (Foto: Fernando Antunes) Vendedor de móveis e eletrodomésticos Edson José de 42 anos, conta que, no centro é praticamente impossível encontrar uma viatura, ou um policial. (Foto: Fernando Antunes)

A falta viaturas e até mesmo de combustível para manter os veículos da Polícia Militar rodando, tem prejudicado as vigilâncias ostensivas e preventivas. A redução nas rondas pelas ruas do Centro e dos bairros da Capital preocupa os moradores.

O vendedor de móveis e eletrodomésticos Edson José, 42 anos, conta que, no Centro é praticamente impossível encontrar uma viatura ou um policial. "Falta mesmo. A gente espera que agora no fim do ano melhore, mas no dia a dia não tenho visto não", disse. No bairro em que mora, no Jardim Bálsamo, não é diferente, segundo Edson. "Nunca vi para falar a verdade, só quando acontece algo mesmo, é bastante inseguro", disse.

De acordo com levantamento feito pela ACS (Associação dos Cabos e Soldados da PM e Corpo de Bombeiros), em Campo Grande, a PM conta com 58 viaturas e apenas 30, espalhadas pelos diversos batalhões, estão aptas a rodar.

Segundo o presidente da ACS, Edmar Soares da Silva, atualmente, para atender a demanda da região metropolitana da Capital seria necessário ao menos 80 viaturas funcionando de forma plena. Em todo o Estado, conforme levantamento da ACS, existe um déficit de 554 veículos para atender a polícia, sendo 329 automóveis e 225 motos.

“Com efetivo e condições de rodar. A gente lembra que não é simplesmente ter as viaturas, mas é necessário combustível, que muita das vezes não tem. Hoje a gente vive a seguinte realidade. Quando tem viatura, não tem combustível. Quanto tem combustível não tem viatura. E assim os policiais militares ficam impedidos de realizar os seus trabalhos”, frisou.

Edmar ressalta que a corporação há muito tem sido criticado, mas a população não entende que a falta de policiamento não é por má vontade. Ele complementa disse que hoje os policiais exercem suas funções praticamente como um sacerdócio, e convivem com a falta de estrutura operacional, que além de desguarnecer o cidadão, coloca a vida do militar em risco.

“E o pior de tudo é quem leva a má fama é a Policia Militar. Mas, enquanto não tiver condições favoráveis para que os policiais façam seu trabalho, a coisa não vai mudar”, disse.

A cabeleireira Catarina Bueno, 58, diz que vai ao centro toda segunda ou terça-feira e sempre encontra policiais. (Foto: Fernando Antunes)A cabeleireira Catarina Bueno, 58, diz que vai ao centro toda segunda ou terça-feira e sempre encontra policiais. (Foto: Fernando Antunes)
O mototaxista Jonas Dutra de 50 anos disse que a falta de viaturas é um problema conhecido pela população. (Foto: Fernando Antunes)O mototaxista Jonas Dutra de 50 anos disse que a falta de viaturas é um problema conhecido pela população. (Foto: Fernando Antunes)

Por fim, o presidente criticou algumas medidas do governo do Estado, principalmente quanto as prioridades elencadas. “A gente vê o governo investe muito em publicidade e em outras coisas e até agora a situação da segurança é a mesma. E se nada for feito a tendência é piorar. Uma das medidas, por exemplo, que a gente considera super importante é a locação de viaturas para a PM, mas que até agora também não andou”, disse.

Mas a cabeleireira Catarina Bueno, 58, diz que vai ao centro toda segunda ou terça-feira e sempre encontra policiais. "Eles ficam nas esquinas, dá mais segurança pra gente", afirma. Segundo Catarina, no bairro em que ela mora, o Joquei Clube, não é diferente. "Sempre vejo viaturas por lá, talvez porque eu moro perto do posto policial, mas eles sempre passam em frente a minha casa", conta.

Conforme o Portal da Transparência, de janeiro até setembro deste ano, foram investidos R$ 925 milhões na Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de MS. As maiores despesas são com previdência e pagamento de vencimentos e vantagens fixas de pessoal. A despesa com pessoal na PM chega a R$ 375 milhões e na Polícia Civil R$ 186 milhões.

"A gente sabe que falta viatura, falta combustível, enquanto isso os bandidos tomam conta, a sorte é que vivemos em uma cidade tranquila, um paraíso, mas segurança nunca é demais", considera o mototaxista Jonas Dutra de 50 anos.

O Campo Grande News entrou em contato com a Secretaria de Estado e Segurança Pública, e a assessoria informou que a manutenção das viaturas é de responsabilidade da PM, já o processo de locação está por conta da SAD(Secretaria de Administração).  

A assessoria da PM informou apenas que os dados sobre a quantidade de viaturas demonstrados pelo sindicato estão incorretos. Segundo a assessoria, dados da Diretoria de Gestão Patrimônio e Logística (DGPL) da polícia mostra que Campo Grande conta hoje com 152 viaturas (2 e 4 rodas) disponíveis, distribuído para todas unidades da capital e aplicável em todas atividade operacionais. 

Sobre a manutenção, a assessoria também informou que é de responsabilidade da SAD. A reportagem entrou em contato com a assessoria da secretaria de Administração, mas até o fechamento desta matéria não houve nenhum posicionamento.



Comandante Geral mentiroso!
E esse contrato de locação de viaturas é uma verdadeira falsidade, vocês imaginem que o Secretário de Segurança, com o intuito de agradar o Governador e economizar para as propagandas do governo, desprezou os estudos que os policiais fizeram para se locar um carro ideal, assim, preferiu um carro que não atende as necessidades da tropa.
Tanto dinheiro em propaganda e nada em segurança, será que essa é nossa prioridade?
 
TOYOSHI SATO em 03/11/2015 15:30:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions