A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Janeiro de 2020

07/12/2019 11:33

Feira de adoção no CZZ marca dia D contra abandono de animais

Em dezembro, casos de abandono na Capital aumentam de 20 a 30%. Hoje, 40 cachorros e 30 gatos, esperam um novo lar

Geisy Garnes e Fernanda Palheta
Feira acontece no CZZ, na Avenida Filinto Muller, 1601 - Vila Ipiranga (Foto: Fernanda Palheta)Feira acontece no CZZ, na Avenida Filinto Muller, 1601 - Vila Ipiranga (Foto: Fernanda Palheta)

Uma feira de adoção neste sábado (7), no CZZ (Centro de Controle de Zoonoses), marca o dia D do mês de combate ao abandono de animais em Campo Grande. No período com maior indício de casos, 40 cachorros e 30 gatos, filhotes e adultos, esperam por um novo lar enquanto a campanha reforça a mensagem: abandono é crime.

Segundo a médica veterinária Cláudia Macedo, gerente técnica do controle do serviço de controle de zoonoses do CZZ, dezembro foi escolhido como mês de combate ao abandono de animais justamente por ser a época com maior incidência do crime. O período de férias, somado ao de cruza dos cachorros, causa aumento de 20 a 30% nos casos.

Ao Campo Grande News, a veterinária explicou que esse período crítico dura de novembro a janeiro. “Não estamos tratando só de abandono na rua, mas também quando o animai é deixado sozinho em casa, trancado, sem comida ou com um saco de ração, como se ele fosse se alimentar sozinho”, reforçou. Por mês são registrados de 200 a 250 casos no CZZ.

Entre os animais a espera de adoção neste sábado, 20 – dez gatos e dez cachorros – já são adultos.

A professora Márcia Santos, de 41 anos, soube da feira no início da semana, quando foi levar a gatinha para castrar. Nesta manhã voltou com os três filhos para adotarem dois cachorros. Junto com a filha do meio, escolheu um dos animais adultos. “Ficamos apaixonada por ela”, conta. A família também levou um filhote.

Michele Dandara e o Claudio Henrique, de 25 e 24 anos, aproveitaram a feira para realizar o desejo antigo de ter um cachorrinho em casa. Assim como Márcia e a filha, os dois se encantaram por um animal adulto e saíram de lá com a Mel. “Justamos o útil ao agradável, vamos pegar um cachorro que estava sofrendo e levar para cuidar, como queríamos”, contou Cláudio.

Abandonar animais é considerado maus-tratos, crime previsto por lei.


Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions