A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/05/2015 09:19

Funcionários protestam contra atraso de salário e hospital cancela cirurgias

Aline dos Santos
Funcionários da Santa Casa cobram pagamento e novo contrato.(Foto: Marcos Ermínio)Funcionários da Santa Casa cobram pagamento e novo contrato.(Foto: Marcos Ermínio)
Trabalhadores ameaçam greve se o pagamento de salários não for normalizado (Foto: Marcos Ermínio)Trabalhadores ameaçam greve se o pagamento de salários não for normalizado (Foto: Marcos Ermínio)

Os funcionário da Santa Casa protestam nesta terça-feira contra o atraso salarial. Com cartazes, apitos e nariz de palhaço, o grupo cobra o pagamento do salário do mês de abril, que deveria ter sido depositado até a última sexta-feira. A previsão é reunir mil pessoas, que vão marchar do hospital até a prefeitura, na Avenida Afonso Pena.

De acordo com o diretor de finanças do Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem), Sebastian Rojas, a prefeitura repassou metade dos R$ 8 milhões para quitar a folha com mais de 2.500 funcionários.

Ontem, a enfermagem fez assembleia e pode deflagrar greve a partir de amanhã. Na manhã de hoje, a categoria manteve atendimento normal no setores de urgência, emergência e UTIs (Unidade de Terapia Intensiva). Nas demais áreas, apenas 30% atende aos pacientes. As cirurgias eletivas foram canceladas. O hospital tem 1.200 profissionais de enfermagem, o total inclui enfermeiros, técnicos e auxiliares.

“É uma vergonha. No Dia Internacional do Profissional de Enfermagem ter que brigar por salário”, afirma o diretor do sindicato. Os administrativos suspenderam as atividades hoje.

O grupo também questiona o processo de contratualização entre a prefeitura e a Santa Casa. O novo acordo tem validade de apenas um mês. “O contrato do lixo tem mais de 20 anos. O da Santa Casa renovou por um mês, nem como lixo é tratada”, diz Sebastian.

Para renovar o contrato, a Santa Casa pedia um repasse de R$ 4 milhões, sendo R$ 3 milhões para os procedimentos de média complexidade e R$ 1 milhão para os de alta complexidade. O município foi taxativo em continuar pagando R$ 3 milhões mensais, destinando R$ 2 milhões para os procedimentos de média complexidade e R$ 1 milhão para os de alta complexidade.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...


Uma vergonha, enquanto são arrecadados milhões, nossos governantes roubam bilhões, a cada dia nossa cidade/ Estado/País esta piorando, falam-se tanto em roubos milionários e este dinheiro nunca aparece, políticos não são condenados nunca. Um vexame a santa casa ter que passar por isso por culpa da incompetência dos nossos governantes. Até quando?
 
Adauto em 12/05/2015 14:10:38
Onde foi parar o dinheiro do SUS,hein Olarte!
 
Barbarossa em 12/05/2015 09:43:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions