ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 21º

Capital

“Ganhar dindim”, disse cafetina para induzir menina a fazer sexo com empresário

Cafetina ofereceu a empresário pacote "com novinhas" por R$ 350; os dois foram presos na semana passada

Por Anahi Zurutuza e Clayton Neves | 01/12/2020 12:12

Há algum tempo, Joyce Gomes Alvisso, de 42 anos, tentava estreitar laços com as adolescentes, de 14 e 17 anos, encontradas em motel com ela e Thiago Ferreira Dib, de 37 anos, na quarta-feira passada, dia 25 de novembro. Também foi a mulher que ofereceu sexo com as meninas ao empresário, conforme apuração do Campo Grande News.

“Ganhar dimdim (sic)”, enviou a cafetina pelo WhatsApp a uma das garotas. A agenciadora também pede para que a adolescente leve roupa de banho e ela questiona: “vou ter de ficar de biquíni lá?”, evidência de que as meninas não sabiam ao certo o que teriam de fazer. Veja print de parte da conversa ao qual a reportagem teve acesso:

Conversa de Joyce e uma das adolescentes, agenciadas para programa (Foto: Reprodução)
Conversa de Joyce e uma das adolescentes, agenciadas para programa (Foto: Reprodução)


Dinheiro - Joyce ainda mandou uma foto para a garota que mostram 4 cédulas de 100 reais e 6 de 50 –R$ 700 no total–, mais um artifício para convencer a adolescente a se encontrar com ela e depois ir a motel, onde o trio teria o "encontro" com Thiago Dib.

Para o empresário, porém, conforme dito por ele em depoimento, a cafetina ofereceu pacote “com as novinhas” por R$ 350. Dib alegou que não sabia a idade das garotas.

Surpresa – A adolescente de 14 anos morava com Joyce e é ex-namorada de um dos filhos dela. A menina mais velha é amiga do casalzinho.

Em depoimento, da garota de 17 anos relatou que quando chegaram ao motel, se depararam com o homem tomando cerveja e assistindo a vídeo pornô. Assustada, ela pediu para ir embora, mas Joyce interveio e mandou que as duas fossem tomar banho na piscina da suíte.

Antes que algo mais acontecesse, a polícia chegou a local. A cafetina mandou que as meninas mentissem nome e idade.

Delegada Franciele Candotti, responsável pela investigação (Foto: Silas Lima)
Delegada Franciele Candotti, responsável pela investigação (Foto: Silas Lima)

Inquérito – A Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) passou a investigar o esquema de prostituição a partir de denúncia, na semana passada, que levou a PM (Polícia Militar) até o Motel Stillus, na Vila Popular, em Campo Grande.

Thiago Dib e Joyce saíram presos em flagrante do estabelecimento e depois, pagaram fiança – o empresário de R$ 30 mil e a agenciadora de R$ 2,5 mil.

Segundo a delegada, Franciele Candotti, o inquérito já está em vias de ser concluído e os dois devem responder por favorecimento à prostituição e exploração sexual de adolescentes. Eles negam que cometeram crime.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário