A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

11/06/2013 12:17

Golpista conhecido conseguiu 38 mil em 10 dias sem sair de presídio

Aliny Mary Dias
Valfrido nega envolvimento nos casos e diz que está sendo imitado (Foto: Cleber Gellio)Valfrido nega envolvimento nos casos e diz que está sendo imitado (Foto: Cleber Gellio)

Após 10 dias de investigação, a polícia identificou o responsável por golpes a pelo menos seis famílias de pacientes internados em clínicas particulares de Campo Grande. Valfrido Gonzales Filho, de 34 anos, é detento do presídio de Segurança Máxima e conseguiu cerca de R$ 38 mil das vítimas em 10 dias de golpes, pelo telefone. Segundo a Polícia, todas as ações eram realizadas de dentro do presídio.

Valfrido já é conhecido pela polícia por golpes praticados há alguns anos. Segundo o delegado Wellington Oliveira da 1º DP, o detento ligava para clínicas e hospitais se passando por médico e até padre para conseguir informações sobre pacientes.

“Ele tem uma boa conversa e sempre procurava informações por pacientes que passaram por cirurgias recentemente e que estavam debilitados”, conta o delegado. Depois de conseguir um histórico do paciente e contato de parentes, Valfrido ligava para os familiares.

Nas conversas, o estelionatário dizia que o estado de saúde do paciente estava grave e que exames e cirurgias tinham que ser feitas às pressas. Os valores dos procedimentos deveriam ser depositados pelos familiares em contas bancárias.

“Muitas vezes ele falava que o procedimento custava R$ 9 mil e a pessoa se desesperava porque não tinha o valor. Ele acabava combinando um valor de R$ 2 a R$ 3 mil e o parente caía no golpe”, explica Wellington.

A polícia chegou até o detento após as denúncias de famílias que procuraram as clínicas e hospitais e descobriam o golpe. O dinheiro era depositado em contas de parentes de presos da mesma cela de Valfrido. As contas bancárias foram rastreadas e a polícia começou a investigar o detento pelas passagens por estelionato.

Questionado sobre os crimes, o estelionatário negou envolvimento e justifica as situações dizendo que está sendo imitado por outro detendo. “Eu não tenho acesso a celular nenhum. Tem gente me imitando porque já viu minhas entrevistas na televisão”, diz o suspeito.

O delegado acredita que com a divulgação do caso, novas famílias podem procurar a delegacia para denunciar golpes parecidos. Apesar de já estar detido, a prisão preventiva de Valfrido foi pedida à Justiça e agora o suspeito responderá por um novo crime de estelionato.

Lábia – O delegado Wellington Oliveira conta que o detento é conhecido no meio policial pela habilidade de convencimento. Além das imitações de padre, Valfrido já se passou por vereador, policial e até desembargador.

No início do ano, Valfrido ligou para o delegado de dentro do presídio e o ameaçou. “Ele ligou aqui na delegacia se passando por desembargador e disse que eu ia receber uma medalha. Logo eu reconheci a voz e ele acabou dizendo que queria que eu parasse de investigar os casos”, contou o delegado.

Além das novas seis famílias vítimas do detento, Valfrido já responde por estelionato do golpe conhecido como envelope vazio. Os casos foram registrados ano passado e pelo menos oito pessoas caíram nos golpes.

“Ele depositava envelopes vazios e depois ligava para empresas pedindo que estornasse uma parte do dinheiro porque o valor estava errado. As pessoas devolviam e depois o banco dizia que os envelopes estavam vazios”, completa Wellington.



coloca o nome deste crápula no site tjms.jus.br e vê o tamanho da lagartixa dele.
 
valdenir rufino nunes em 12/06/2013 11:13:02
Com essa cara de retardado??? imagine se tivesse cara de esperto?
 
Juan Charlymoon em 12/06/2013 10:49:54
MALANDRO É MALANDRO, MANÉ É MANÉ JÁ DIZIA BEZERRA DA SILVA!
 
VAGNER BALTA em 12/06/2013 08:54:33
Enquanto existir cavalo, São Jorge não anda a pé!
 
clodoaldo almeida em 12/06/2013 08:50:38
Já pensou s ele fosse tambem pastor?
 
Nilson Andre em 12/06/2013 08:35:24
A cara da política no Brasil....
Só muda o "modus operandi"....
Deveria ser Deputado !!!!!!!
 
Pedro Rocha em 12/06/2013 07:31:43
Esse cara é malandro mesmo, mas perde de goleada para o Pessoal do Mensalão. Eles estão soltos e Ele está preso. Eu acho que com este curriculum ele não pode ser integrante do Congresso Nacional é muito fraco.
 
Luis Acordado em 11/06/2013 21:14:36
Gente, este homem não pode estar preso!
Poderia tranquilamente ser um ótimo político!
Que façanha!
É de dar inveja a qualquer politico.
 
Elviria Santos Ferreira em 11/06/2013 20:08:56
se este aí se candidatar a governo do estado, vai derrubar os outros 171...
 
marcio da silva em 11/06/2013 18:35:59
Empreendedor do ano.
 
Abrãao Raeh em 11/06/2013 17:01:04
O mundo, infelizmente, é dos espertos. Enquanto existir otários, existirão golpistas.
 
Ivone Arguelho em 11/06/2013 16:16:17
É incrível ver que no mundo de hoje, com todos os acessos à informação, com todas as facilidades que existem, as pessoas caiam nesses golpes. Parece que as pessoas tem preguiça de pensar e preferem se passar por vítimas a ter que correr atrás de informações. É claro que ele é culpado, porque usou da boa fé e de um momento de dor das famílias, mas gente, convenhamos, pegar um telefone, um celular, e checar uma informação é muito simples, basta querer. Perder tempo em frente à televisão, ao computador e no celular todo mundo sabe né?
 
Ivone Arguelho em 11/06/2013 16:15:09
Esse é o verdadeiro político brasileiro.
 
Joao Reis em 11/06/2013 16:00:36
Até quando esses fascínoras conseguirão efetuar ligações de dentro dos presídios?
 
Kaio Hanns em 11/06/2013 15:59:46
daria um ótimo funcionário do auto escalão da prefeitura...
 
Fernando Pereira Gunster em 11/06/2013 15:36:52
Porque esta pessoa não usa seu poder de convencimento e faz uma coisa boa, e porque se usa para fazer só o mal.
 
Antonio Reis em 11/06/2013 14:18:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions