A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Abril de 2019

28/03/2019 08:18

Guarda morto em acidente costumava seguir do plantão para a faculdade

Suspeita é de que ele tenha dormido e acabou morrendo em acidente de moto na Avenida Gury Marques.

Viviane Oliveira
Guarda Municipal morreu no local do acidente (Foto: Henrique Kawaminami) Guarda Municipal morreu no local do acidente (Foto: Henrique Kawaminami)
Everton era lotado no serviço operacional na região do Bandeira  (Foto: reprodução/arquivo pessoal)Everton era lotado no serviço operacional na região do Bandeira (Foto: reprodução/arquivo pessoal)

Foi identificado como Everton Alves da Silva, 30 anos, o motociclista que morreu por volta das 6h desta quinta-feira (28) após colidir a motocicleta que conduzia contra uma árvore. O acidente aconteceu na Avenida Gury Marques, na região da Vila Concórdia, na saída para São Paulo, em Campo Grande. A vítima era Guarda Civil Municipal desde 2010 e era lotado no serviço operacional na região do Bandeira. 

Conforme informação apurada pelo Campo Grande News, o rapaz seguia numa CB300 roxa ao sentido bairro/centro, quando por motivo que ainda será investigado pela polícia, perdeu o controle da direção, bateu no meio-fio e na sequência colidiu contra a árvore.

O Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados e ainda tentaram reanimar a vítima, mas sem sucesso. O guarda voltava do plantão e a suspeita é de que tenha dormido durante o percurso. Normalmente, Everton ia para a casa tomar banho e depois seguiria para a faculdade. Preliminarmente, não há sinal de frenagem ou de que outro veículo poderia estar envolvido na colisão. A moto usada pela vítima ficou destruída na colisão.

Mortes - Em dez dias já foram registradas três mortes no trânsito da Capital. No dia 19, Marilza Rodrigues da Silva, 50 anos, foi atropelada por uma motocicleta na Avenida Nasri Siufi, no Jardim Tijuca e morreu um dia depois na Santa Casa.

No último domingo (24), Vitor Hugo Braga de Souza, 20 anos, morreu após colidir a Yamaha Factor vermelho que conduzia contra poste de energia elétrica, por volta das 6h, na Avenida Júlio de Castilho, na Vila Sílvia Regina, região do Jardim Panamá. Vitor Hugo não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions