A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/03/2012 17:19

Há 18 dias sem roubos a ônibus, Capital tem média de crimes 80% menor este ano

Francisco Júnior

A média de assaltos registrado por mês chegava a 60

Hoje completa 18 dias sem assalto a ônibus em Campo Grande. (Foto: Marlon Ganassin)Hoje completa 18 dias sem assalto a ônibus em Campo Grande. (Foto: Marlon Ganassin)

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e Assetur (Associação das Empresas do Transporte Coletivo de Campo Grande) registraram diminuição nos assaltos a ônibus do transporte coletivo da Capital. Nesta quinta-feira (15), a cidade completou 18 dias sem registro deste tipo de ocorrência.

De acordo com o diretor-presidente da Agetran, Rudel Espíndola Trindade Júnior, antes da implantação do sistema eletrônico de pagamento, era registrada uma média de quase 60 assaltos mensalmente. Neste ano, conforme dados da Assetur, foram registrados 23 assaltos entre janeiro e fevereiro, o que equivale à media de 12 por mês.

Para o diretor da Agetran, esses resultado só fori possíveis com a união de esforços de todos os envolvidos: a Prefeitura, Agetran, Assetur, Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Coletivo e o Ministério Público Estadual. “Com o novo sistema e adesão da população, contabilizamos três assaltos no mês de fevereiro. Com estes dados, estamos alcançando a meta prevista no projeto, de reduzir em 100% o número de roubos nos coletivos”, pontuou Rudel.

De acordo com o prefeito Nelson Trad Filho, os números alcançados são motivo de alegria para a Prefeitura e comprovam que a mudança para pagamento em cartão só veio a beneficiar, trabalhadores, empresas e usuários. “Fico satisfeito em saber que o novo sistema melhorou a vida de todos, proporcionando mais segurança para a população que depende do transporte coletivo. Tenho certeza que a tendência é seguirmos por um caminho de maior eficiência do transporte público”, destacou Nelsinho.

Segundo o presidente da Assetur, João Resende, o fim da circulação do dinheiro nos ônibus só trouxe benefícios. “Hoje, os motoristas têm um melhor rendimento de trabalho e a segurança dos usuários melhorou muito e esta é nossa meta, já que são transportadas diariamente 270 mil pessoas. Para isso, a Assetur conta com quase 2000 pontos de venda de cartões pré-pagos, vendas através da internet e estamos investindo na compra de 250 equipamentos para carregamento online de créditos no cartão”, detalhou o titular da associação.



Realmente a implantação do cartão favoreceu na diminuição de assalto a onibus, então senhores da Assetur, já que esta sobrando dinheiro por qual motivo não aumentaram a frota de onibus, por que é impossível pegar onibus em horário de pico.
 
Carlos Saucedo em 16/03/2012 11:39:57
È muita mentira falar que não estamos tendo roubo nos coletivos, se com o preço da tarifa de ônibus ja estamos sendo roubados....e o transporte é precario.
 
augustus c.silva em 16/03/2012 10:48:47
Se acabou a violência nos coletivos, já foi um passo vitorioso. Com o tempo e muita reclamação a venda do cartão eletrônico deve melhorar, talvez se fizer como o cartão telefônico do celular por exemplo; tem em todo lugar. Mas se for igual ao do estacionamento rotativo, da área central, "ai tamo ferrado".
 
Gilberto Ozuna em 16/03/2012 10:25:28
Como disse o Anderson, o assalto ao cobrador que não existe mais acabou, porém a população sofre com o valor absurdo que ninguém faz nada para mudar, e outro ponto interessante frisado pelo Antonio Costa, faltam linhas alternativas, outro ex. moro no Cabreúva e se preciso ir até o Carandá bosque ou região tenho que ir até o centro pegar outro ônibus, isso precisa ser revisto.
 
Oswaldo Benites em 16/03/2012 09:59:55
Além de muitas melhorias no transporte de Onibus coletivo, estamos precisando de novos terminais,pois para irmos aos pontos mais distantes da cidade temos só opção de passar pela região central ou próxima ao centro da cidade.Por ex, se preciso ir a moreninhas e moro no copavila 2 tenho que dar uma volta tremenda,teria que ter onibus que fosse da copavila a moreninha e não tem partindo dos extremos
 
antonio Costa em 16/03/2012 09:10:53
Essa redução de assaltos so favorece a assetur, como que um consumidor não pode anda em TRANSPORTE PÚBLICO, com dinheiro na mão. Isso é uma sacanagem enorme, a ASSETUR só se importa com redução das suas perdas com assaltos e estão nem ai para consumidor algum!
 
Weverson Cruz em 16/03/2012 08:56:53
É, melhorou só pra eles, pois para o povão...
 
Hugo Alves em 15/03/2012 08:38:35
Pois é. E ainda tem pessoas, inclusive um apresentador de um programa de Tv fazendo "movimentos" para que volte o pagamento em dinheiro nos ônibus. Isso é porque ele não anda de ônibus e não corre riscos de ser assaltado nesse meio de transporte.
 
Mª Lúcia Moreira em 15/03/2012 08:02:52
Graças a Deus não estamos tendo roubos aos carros do transporte coletivo de nossa cidade!
Porém o assalto é bem pior, pois é feito no bolso dos usuários que tem que pagar um absurdo na tarifa do transporte precário oferecido para a população de unma cidade que quer ser modelo nacional!
 
Anderson Silva em 15/03/2012 07:03:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions