ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  27    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Há 18 dias sem roubos a ônibus, Capital tem média de crimes 80% menor este ano

Por Francisco Júnior | 15/03/2012 17:19

A média de assaltos registrado por mês chegava a 60

Hoje completa 18 dias sem assalto a ônibus em Campo Grande. (Foto: Marlon Ganassin)
Hoje completa 18 dias sem assalto a ônibus em Campo Grande. (Foto: Marlon Ganassin)

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e Assetur (Associação das Empresas do Transporte Coletivo de Campo Grande) registraram diminuição nos assaltos a ônibus do transporte coletivo da Capital. Nesta quinta-feira (15), a cidade completou 18 dias sem registro deste tipo de ocorrência.

De acordo com o diretor-presidente da Agetran, Rudel Espíndola Trindade Júnior, antes da implantação do sistema eletrônico de pagamento, era registrada uma média de quase 60 assaltos mensalmente. Neste ano, conforme dados da Assetur, foram registrados 23 assaltos entre janeiro e fevereiro, o que equivale à media de 12 por mês.

Para o diretor da Agetran, esses resultado só fori possíveis com a união de esforços de todos os envolvidos: a Prefeitura, Agetran, Assetur, Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Coletivo e o Ministério Público Estadual. “Com o novo sistema e adesão da população, contabilizamos três assaltos no mês de fevereiro. Com estes dados, estamos alcançando a meta prevista no projeto, de reduzir em 100% o número de roubos nos coletivos”, pontuou Rudel.

De acordo com o prefeito Nelson Trad Filho, os números alcançados são motivo de alegria para a Prefeitura e comprovam que a mudança para pagamento em cartão só veio a beneficiar, trabalhadores, empresas e usuários. “Fico satisfeito em saber que o novo sistema melhorou a vida de todos, proporcionando mais segurança para a população que depende do transporte coletivo. Tenho certeza que a tendência é seguirmos por um caminho de maior eficiência do transporte público”, destacou Nelsinho.

Segundo o presidente da Assetur, João Resende, o fim da circulação do dinheiro nos ônibus só trouxe benefícios. “Hoje, os motoristas têm um melhor rendimento de trabalho e a segurança dos usuários melhorou muito e esta é nossa meta, já que são transportadas diariamente 270 mil pessoas. Para isso, a Assetur conta com quase 2000 pontos de venda de cartões pré-pagos, vendas através da internet e estamos investindo na compra de 250 equipamentos para carregamento online de créditos no cartão”, detalhou o titular da associação.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário