A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2018

01/12/2011 16:42

Homem é achado morto em edifício no centro, com fio amarrado no corpo

Marta Ferreira e Viviane Oliveira
Agentes da funerária tiram corpo de edifício na rua 13 de maio. (Foto: Simão Nogueira)Agentes da funerária tiram corpo de edifício na rua 13 de maio. (Foto: Simão Nogueira)

Um homem foi encontrado morto nesta tarde no edifício Trípoli, na rua 13 de maio, no centro de Campo Grande. A vítima foi identificada como Onivaldo Rocha Mengual, de 47 anos.

O corpo tinha um fio amarrado, que passava pelas mãos, pelo pescoço e ia até as pernas. Ele foi encontrado debaixo da cama, enrolado em um lençol, por volta do meio-dia e meia, quanto a Polícia foi acionada. Havia marcas de sangue no banheiro, na sala e na cozinha.

A zeladora do prédio, Dorcelina Maria da Silva, 49 anos, que disse ser amiga da vítima, foi quem chamou a Polícia.

Bastante atordoada, ela disse que foi ao apartamento, no segundo andar, por volta das 7h15, e a portava estava fechada.

Segundo contou, voltou depois, por volta das 8, e a porta estava aberta e havia um travesti na cama da vítima. Nesse momento, afirmou, ela percebeu que havia algo debaixo da cama.

Ela disse que, neste momento, desceu para chamar uma amiga e quando voltou, o travesti não estava mais no lugar.

De acordo com o relato da zeladora, o travesti disse “não sabia de nada” e que o sobrinho, identificado como Cristian, pediu para que dormisse no local.

Cristian, segundo a zeladora, é o rapaz com quem a vítima estava se relacionando.

Uma amiga de Onivaldo esteve no local e contou que o apartamento havia sido arrombado, há pouco tempo, por um outro rapaz com quem ele se relacionava, identificado apenas como Alex.

A zeladora disse que Alex e Cristian são a mesma pessoa, mas, segundo a amiga de Onivaldo, são pessoas diferentes. Onivaldo morava há dois anos no domínio.

O caso vai ser apurado pela Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.



Sinto muito pela familia da vitima, que com certeza esta sofrendo. Mas um caso de homofobia mal sucedido, devido a carencia de relacionamento, que leva muitas vezes a se relacionar com bandidos querendo levar vantagens. que Deus de conforto a família.
 
naiana em 02/12/2011 12:56:11
Marcos, temos que tomar cuidado com quem nos relacionamos independente de ser do mesmo sexo ou do sexo oposto. Afinal, vemos muito mais casos de violência contra a mulher por parte de companheiros do que crimes entre homossexuais. Assim sendo, não é uma questão relacionada à sexualidade, e sim a caráter.
 
Suellen Kemp em 02/12/2011 09:46:18
NAO TENHO PRECONSEITO MAS EU ACHO QUE VOCES QUE ADORAO PESSOAS DO MESMO SEXO TEM QUE TER MUITO CUIDADO SOBRE AS PESSOAS QUE VOCES TEM RELACAO DO MESMO SEXO OK.......
 
MARCOS ANTONIO FERNANDES FERREIA em 01/12/2011 09:37:37
mataram meu irmão? meu deus!!!!!! a justiça tem k ser feita e o pior é a deus vai pesar quem fez isso, mano te amooooo muito k deus te coloque num lugar onde não haja dor, doenças, falsidades, mentiras, sentirei saudades de vc meu irmão e amigo , te amoooo
 
mariselma rocha mengual em 01/12/2011 08:31:24
O de cujus não era radialista e alguns anos atras ele não tinha um programa na fm 104?.
 
Juvenal Coelho em 01/12/2011 07:35:34
Pessoal, vamos tomar cuidado com quem frequenta sua casa.
Hoje, esta muito perigoso, têm muita gente "drogada", oportunista... querendo se dar bem.
Espero que esse caso, seje esclarecido o mais rápido possível.
 
neyde de oliveira em 01/12/2011 07:06:32
MUITO TENSO TUDO ISSO !
 
FRAN LIMA em 01/12/2011 06:45:25
Caracas, eu chegando no serviço e o bafão aqui na frente... Creeedo, que história cabulosa! Tem polícia e repórteres até agora aqui!
 
Suellen Kemp em 01/12/2011 06:00:42
vixiiiii, si essa móda pega, em ?? sei não.....
 
Antonio Ferreira Filho em 01/12/2011 05:28:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions