A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

09/06/2013 19:48

Homem e criança mobilizam funcionários de aeroporto por mais de 5h

Segundo o homem, a filha tem 1 ano e dois meses e quando ele chegou ao local ela estava apenas de meias e uma camisa, bem sujas

Helton Verão e Viviane Oliveira
Joel foi contido por mais de 5h até a chegada do Samu (Foto: Anny Malagolini)Joel foi contido por mais de 5h até a chegada do Samu (Foto: Anny Malagolini)

Um homem de 37 anos que perambulava pelo Aeroporto Internacional de Campo Grande com uma criança de colo mobilizou por mais de cinco horas funcionários da Infraero e um Policial Civil de plantão da Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e Proteção ao Turista).

Identificado como Joel Ferreira de Freitas, 37 anos, ele dizia ser pai da criança, apareceu por volta das 13 horas, de calça jeans, camisa e descalço. Portava apenas sua certidão de nascimento e um cartão do transporte coletivo.

Ele chamou a atenção das pessoas ao começar a dar banho na menina na pia em um dos banheiros. Segundo Joel, a filha tem um ano e dois meses. Quando ele chegou ao local, ela estava apenas de meias e uma camisa, bem sujas.

As pessoas no aeroporto ficaram apreensivas e funcionários e o policial tentaram manter o homem no aeroporto até que o Conselho Tutelar de plantão fosse até o local. O Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) também foi chamado.

Os socorristas do Samu só apareceram no local após as 18 horas. Foi verificada na ficha de Joel que ele tinha várias passagens pelas unidades de saúde por problemas psiquiátricos e também já foi usuário de droga.

Enquanto as pessoas continham Joel, foram compradas roupas e mamadeira para a menina. A criança se mostrou muito apegada ao homem, quando funcionários a pegavam no colo ela chorava.

Joel contou que estava na Santa Casa, com a mulher esperando o seu filho mais velho, de 15 anos receber atendimento para uma fratura em uma das pernas. “Meu filho queria matar a criança, então peguei o ônibus e vim para o aeroporto”, contou o pai, que não falava coisa com coisa.

Após conseguir contato com um irmão de Joel, que prometeu ir até o local, o Samu deixou o aeroporto, já que também o Conselho Tutelar de plantão disse que estava a caminho, 5 horas depois do primeiro chamado.



Deve ser porque quanto maior o sofrimento e problema mais publicidade os bons mocinhos do Conselho Tutelar conseguem, não é mesmo?
 
Magda Correa em 10/06/2013 12:10:52
É UM ABSURDO FALARMOS QUE TEMOS CONSELHO TUTELAR EM CAMPO GRANDE POR QUE QUANDO SE PRESISA NINGUÉM APARECE. SOME TODO MUNDO NO MEU BAIRRO TEM UMA MULHER QUE DEIXA O FILHO PELADO O DIA INTEIRO EO GURI DEVE TER UNS 3 ANOS MAIS OU MENOS. ELE FICA LITERALMENTE NA RUA O DIA INTEIRO.. ISSO É UM ABSURDO....
 
MEL COELHO em 10/06/2013 09:57:05
que rapidez do conselho tutelar e do samu parabénsssss pela agilidade, porque não demoraram mais um pouco.
 
Jose Roberto em 10/06/2013 09:21:11
Conselho tutelar?? desde quando isso existe aqui tenho uma vizinha louca que espanca o próprio filho todas as noites liguei milhões de vezes no conselho tutelar e nunca fizeram nada. Vai ver eles estão esperando essa criança morrer primeiro para fazerem alguma coisa. Neste órgão ninguém gosta de trabalhar pelo jeito.
 
Viviane Araujo em 10/06/2013 08:27:01
Parabéns ao tão temido conselho tutelar. Prestativos. kkkkkk
 
Andre Neves em 10/06/2013 00:12:59
Esse não é o tipo de família tradicional que os crentes da Batista estão defendendo? Pai, mãe, filhos? A família tradicional de Deus? Pai drogado, irmão querendo matar o irmão. Cade o pastor nessa hora para ajudar essa família?
 
Rafael Santos em 09/06/2013 20:34:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions