ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Homem é preso por "apagar luz" da estátua de Manoel de Barros

O interesse dos ladrões que praticam os furtos de fiação é o cobre, que é vendido para receptadores

Por Viviane Oliveira | 13/05/2024 10:49

Jovem de 24 anos foi preso após furtar fiação elétrica, na madrugada desta segunda-feira (13), no cruzamento da Rua Rui Barbosa com a Avenida Afonso Pena, região central de Campo Grande.

O rapaz foi flagrado pela câmera de monitoramento eletrônico arrancando a fiação, no canteiro central, que ilumina o monumento Manoel de Barros. Os fios foram encontrados dentro da mochila do autor pela equipe da GCM (Guarda Civil Metropolitana). No momento da abordagem, ele se identificou com vários nomes e só foi identificado após exame papiloscópico. Ele vai responder por furto e falsa identidade.

Em março deste ano, o monumento foi revitalizado e o escritor recebeu um novo pé esquerdo, reparos nos óculos, cabeça, além de ganhar câmeras e iluminação para realçar cada detalhe. O custo total da obra foi de R$ 76.500.

O interesse dos ladrões que praticam os furtos de fiação é o cobre, que é vendido para receptadores. Desde outubro do ano passado, a prefeitura aumentou o cerco contra a ação desses criminosos ao alterar o decreto que regulamenta a punição e intensificar ações sobre a proibição de aquisição, estocagem, comercialização, reciclagem, processamento e beneficiamento de materiais metálicos ferrosos sem comprovação.

Conforme o decreto, o estabelecimento que comercializar o produto sem a comprovação da procedência ou origem pode sofrer multa de R$ 10 mil, além da reclusão de 1 a 4 anos, cassação do alvará de atendimento do proprietário e sócio por 10 anos.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias