ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  01    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Homem tem dedos decepados e é morto a facadas no quintal de casa

Vítima foi encontrada ensanguentada por vizinhos na madrugada desta quinta-feira

Por Ana Oshiro | 25/11/2021 06:15
Caso foi registrado como homicídio simples, na Depac Centro. (Foto: Marcos Maluf)
Caso foi registrado como homicídio simples, na Depac Centro. (Foto: Marcos Maluf)

Gilmar da Silva Costa, com idade aparente entre 30 e 40 anos, foi morto com golpes de faca e facão na madrugada desta quinta-feira (25), no Bairro Vila Marli, em Campo Grande. Ele foi encontrado por vizinhos, caído no quintal da casa onde morava, coberto de sangue.

Conforme apurado pelo Campo Grande News, Gilmar teve dois dedos da mão direita decepados, além de uma facada na altura do pescoço e diversos cortes de facão na cabeça, tronco, braços e mãos.

A faca usada no pescoço chegou a quebrar e um pedaço da lâmina, assim como o cabo, foram apreendidos pela Polícia Militar. O facão não foi encontrado até o momento que a ocorrência foi registrada na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Um vizinho e amigo da vítima contou à polícia que viu a porta do quintal da casa de Gilmar aberta por volta da 1h da madrugada, desconfiado, chamou por "Gil", como a vítima era conhecida, mas o amigo não apareceu. O homem olhou dentro do local e viu Gilmar caído e ensanguentado, com medo, ele chamou outro vizinho, que entrou na casa e encontrou Gilmar já sem vida, acionando a polícia logo em seguida.

Ao chegarem no local, os policiais entraram na casa e encontraram dentro de um dos cômodos, o cunhado de Gilmar, um homem de 44 anos, que é cadeirante e não consegue falar por ter sofrido um derrame.

Além de uma parte da lâmina da faca e do cabo, os policiais também apreenderam um par de chinelos, um brinco e um molho de chaves. Sem documentos, o corpo de Gilmar foi identificado pela irmã de 43 anos, mas ela não soube dizer a data de nascimento de "Gil".

Uma equipe do GOI (Grupo de Operações e Investigações) também esteve no local e conversou com vizinhos, mas todos disseram não ter ouvido barulhos. A polícia investiga quem pode ter matado Gilmar e qual o motivo do crime, que foi registrado como homicídio simples.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário