A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

30/07/2013 08:09

Hospitais ficam a beira do caos e 13 pacientes “agonizam” em postos

Jéssica Benitez
Hospitais ficam a beira do caos e 13 pacientes “agonizam” em postos

O fechamento do PAM (Pronto Atendimento Médico) do Hospital Universitário não completou 24 horas, mas 13 pacientes já "agonizam" nos Centros Regionais de Saúde e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento Médico) em Campo Grande. Eles, entre os quais estão nove infartados, aguardam vagas para um dos dois hospitais da rede pública responsável pelo atendimento de emergência. Conforme o chefe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Luiz Antônio da Costa, a paralisação do HU sobrecarregou os outros hospitais e a situação só tende a piorar.

Ele adiantou que o principal a sofrer as consequências será o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Pedrossian porque o atendimento aos pacientes clínicos da Capital eram divididos entre o HU e o HR. “Os pacientes de ontem foram todos para o Regional, agora não dá para encaminhar mais ninguém para lá”, disse.

Para tentar sanar paliativamente o problema, Luiz entrou em contato com o secretário municipal de Saúde, Ivandro Fonseca, para que vagas em unidades particulares sejam pleiteadas. “Neste caso o município vai arcar com os custos porque os pacientes não tem essa condição. É uma medida emergencial”, explicou.

Por meio de nota a Prefeitura de Campo Grande informou que protocolou na tarde de ontem ofício recomendando a abertura imediata do PAM (Pronto Atendimento Médico) do HR. Ainda conforme a nota, a medida foi tomada por pedido do prefeito Alcides Bernal (PP), tendo em vista que, diante da paralisação do PS do HU, o aumento no atendimento nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) podem aumentar em 30%, gerando ainda mais caos.

Interdição - A Vigilância Sanitária de Mato Grosso do Sul interditou ontem, por tempo indeterminado, o PAM (Pronto Atendimento Médico) do Hospital Universitário de Campo Grande. Segundo a assessoria de imprensa do HU, houve uma vistoria da vigilância na quinta-feira passada e uma notificação de interdição foi emitida à diretoria do hospital.

O motivo da interdição foi uma séria de problemas estruturais constatados pela equipe da vigilância sanitária. Em nota, a unidade informou que "a direção reitera o compromisso de todos com os pacientes e afirma que todas as medidas serão tomadas para que o atendimento e os serviços do Hospital sejam aprimorados dia-a-dia o mais rapidamente possível".

O novo diretor do HU, Cláudio Wanderley Luz Saab, disse ao Campo Grande News no mês passado que a falta de médicos e a superlotação eram problemas crônicos do setor de emergência. Apesar da situação complicada, o diretor afirmou, na época, que o hospital nunca havia fechado as portas e deixado de atender a população.

 

Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...


Pior está a rede de hospitais da elite em Campo Grande, o "EL KADRI" É uma fonte de contaminação e a vigilância sanitária já deveria ter interditado a bactéria klebisiela pneumuniae a mesma que interditou a UTI de um hospital em Campinas SP, esta infectando pacientes ai no EL KADRI .... fui vitima.... estou em recuperação....
 
Luiz David Catelan em 30/07/2013 11:40:11
Administrar é um Dom para os honestos; pouca gente tem. Eu acho simples.
 
luiz alves em 30/07/2013 10:54:46
grana o governo federal manda, infelizmente cai nas mãos de gestores ladrões! todos sabemos que é culpa do DORSA esse transtorno!!! cadeia nesse pilantra... e quem paga pela culpa? o Bernal. e o povo........
 
osvaldo willian da silva em 30/07/2013 09:47:04
nossa saude pública ta uma vergonha, vamos resolver esse problema tirando os politicos corruptos, vamos dar um basta
 
edson bento em 30/07/2013 09:23:02
O HU vem sendo tocado por uma equipe despreparada. O diretor geral, Cláudio, nunca dirigiu nem uma banca na feira, desconhece gestão hospitalar, não entende nem de horta quanto menos de saúde. Já existe um local no HU pra mudar o PAM, esse local foi deixado pronto pela administração anterior. É preocupante que a reitoria da universidade entregue um hospital do porte no HU nas mãos de um curioso, que encheu de aspones aquela instituição, a tendência, lamentavelmente, é cada vez mais cair a qualidade dos serviços e há o risco de fechar definitivamente o hospital. Essa situação deve ser denunciada para o Ministério da Educação e da Saúde, a população não pode pagar pelo oportunismo e interesse dos políticos de plantão, Fora a diretoria do HU e abertura já do PAM.
 
rozendo cruz (o cara do hu) em 30/07/2013 09:19:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions