ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  17    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Identificado homem suspeito de matar policial militar em conveniência

Por Amanda Bogo e Marcus Moura | 30/12/2016 12:40
Conveniência onde ocorreu o crime (Foto: Alcides Neto)
Conveniência onde ocorreu o crime (Foto: Alcides Neto)

Foi identificado como Roberto da Silva, 32 anos, o suspeito de matar o policial militar Márcio Correia Ferreira, de 37 anos durante discussão em uma conveniência localizada na Rua Brilhante, Vila Bandeirantes, em Campo Grande, na madrugada desta sexta-feira (30).

Conforme tenente Vieira da PM, a polícia recebeu a informação de que Roberto estava escondido em uma residência localizada no Residencial Cellina Jalad, no bairro Caiobá.

Ao adentrar a casa, o suspeito, que estava no quarto, efetuou disparos contra os oficiais, que responderam com três disparos. Ele foi atingido e levado para o Hospital Regional, onde passa por cirurgia.

Na casa em que Roberto estava, foi encontrada uma arma calíbre .40 da vítima. O corsa preto utilizado por Roberto para fugir da cena do crime foi achado no bairro Oliveira 2. Ele já tinha passagens por desobediência, violência doméstica e ameaça. Pelo fato da arma ter sido encontrada na casa do suspeito, o caso foi registrado como homicídio e latrocínio.

Moradores do residencial onde o suspeito foi encontrado ficaram surpresos com a presença da polícia, que interditou a rua e só pemitiu entrada e saída de pessoas autorizadas. “Foi tudo muito rápido. Em questão de minutos eles chegaram e ouvimos os disparos de arma de fogo”, contou uma mulher, que não quis ser identificada.

Caso - Márcio foi atingido por tiros, depois de discutir com Roberto. O motivo da briga seria uma discussão entre duas mulheres que acompanhavam vítima e autor.

Conforme informações da Polícia Militar, ainda preliminares, o policial estava bebendo em frente ao local com uma mulher, quando ela se desentendeu com outra moça.

Por conta da discussão das mulheres, policial e autor também partiram para a briga, até que a arma do policial caiu no chão, momento em que o homem pegou o revólver e atirou contra ele.

O policial teria sido atingido por dois tiros no tórax. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Leblon.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário