A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

28/01/2015 12:41

IMCG disponibiliza lista de selecionados e teme atraso no salário de jovens

Flávia Lima
Candidatos precisam ir até as unidades do Instituto para verificar classificação. (Foto:Divulgação)Candidatos precisam ir até as unidades do Instituto para verificar classificação. (Foto:Divulgação)

O Instituto Mirim de Campo Grande já disponibilizou a lista dos selecionados para o ano de 2015. O candidato deve ir até as unidades Centro ou Carandá para consultar o resultado e receber as orientações referentes à matrícula e à unidade que será designado. Foram disponibilizadas 1,1 mil vagas

Ao todo foram selecionados 2,8 mil adolescentes. De acordo com a assessoria de imprensa do Instituto, o objetivo é aumentar gradativamente, a cada ano, o número de vagas oferecidas. A assessoria explica que a demanda por uma vaga é grande e que por isso as informações prestadas pelas famílias dos candidatos são checadas minuciosamente. Os candidatos deveriam ter entre 14 anos e 6 meses a 15 anos e 6 meses e estar cursando pelo menos o 8º ano do ensino médico e ter renda familiar igual ou menor que três salários mínimos.

A direção do Instituto ressaltou que não haverá mudanças significativas quanto às disciplinas aplicadas ano passado. Os aprovados terão aulas de matemática comercial e financeira, relações sociais e humanas, informática comercial, redação empresarial, português instrumental, qualidade de vida e bem estar e empreendedorismo. O objetivo, segundo a assessoria, é formar para atender todas as demandas e encaminhar para o mercado de trabalho o adolescente com o perfil da vaga oferecida.

Os selecionados deverão efetuar as matrículas nos dias 03 e 04 de fevereiro, na unidade Centro e nos dias 5 e 6, na unidade Carandá.

A efetivação da matrícula é primordial para que os adolescentes possam ingressar no IMCG. O início das aulas está previsto para o dia 23 de fevereiro.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 3314-3257 (unidade centro) e 3314-3540 (unidade Carandá)

Polêmica - Apesar do atraso dos repasses pela prefeitura de Campo Grande, a direção do Instituto Mirim garante que irá proceder normalmente com o ano letivo, garantindo aos adolescentes a assistência que já recebem.

Segundo a assessoria do IMCG, a prefeitura não cumpriu o acordo firmado perante o Ministério Público Estadual no mês passado. Na ocasião, o Instituto Mirim se comprometeu a realizar a prestação de contas mensais até o fim do mandato da atual presidente, Mozania Ferreira Campos Raquita, o que vem sendo feito, de acordo com a direção. O Instituto Mirim concordou ainda com a abertura para a indicação ilimitada, por parte da municipalidade, de novos associados, com o compromisso da indicação dos nomes por parte da atual diretoria.

Já a prefeitura havia reafirmado, na época, compromisso de preservar o erário municipal e garantir que a destinação dos recursos repassados à entidade atenda a finalidade do convênio. A prefeitura também havia concordado pela manutenção dos convênios, vencidos ou não, até o término do mandato da atual administração, que acontece em abril.

Porém, segundo a direção do Instituto, a prefeitura não renovou os convênios e ainda não procurou o IMCG para conversar sobre a cedência do prédio do Centro, localizado na Rua Anhanduí. Com o atraso nos repasses, a assessoria do Instituto teme que o salário dos 450 adolescentes que atuam na prefeitura sofram atraso no próximo mês, no entanto afirmou que medidas de contenção de gastos estão sendo tomadas para evitar prejuízo aos menores atendidos.

O entrave começou depois que o contrato entre a prefeitura e entidade chegou ao fim no dia 21 de novembro. O prefeito Gilmar Olarte (PP) exigiu que os diretores, que assumiram durante a gestão do prefeito cassado Alcides Bernal (PP), pedissem demissão do cargo para renovar o contrato com órgão.

Os integrantes da diretoria do Instituto Mirim não cederam à pressão da prefeitura e recorreram à Justiça para renovar o contrato com o município, alegando interesse público da população da Capital.  O contrato com a prefeitura que prevê a utilização de 450 mirins trabalhando nas secretarias, fundações e repartições municipais venceu no dia 21 de novembro, assim como o outro onde o executivo municipal é responsável pelo pagamento de água, luz, telefone, além de ceder o prédio onde funciona a entidade e professores que atuam com os jovens.

Ainda de acordo com a assessoria do IMCG, a prefeitura quer retomar o controle do Instituto, que em 2009 passou para a condição de ONG (Organização Não Governamental). Os repasses estariam condicionados a esta retomada de poder.

Além da Prefeitura de Campo Grande, o Instituto Mirim mantém convênio com outros órgãos e entidades, como o Tribunal de Justiça, governo do Estado, entre outros e este ano trabalhará para ampliar a rede de parceiros para aumentar o número de adolescentes atendidos.

Homem é ferido a tiro em saída de pagode no Bairro Taquarussu
Giovani Rodrigues Barbosa, 22 anos, foi baleado no tórax na saída de um pagode, na madrugada deste domingo (18), na Avenida Presidente Ernesto Geisel...
Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions