A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

05/01/2011 11:35

Imóvel abandonado há quatro anos causa transtorno a moradores do Monte Castelo

Ana Maria Assis
Quintal da casa abandonada está coberto por mato e lixo (Foto: Simão Nogueira)Quintal da casa abandonada está coberto por mato e lixo (Foto: Simão Nogueira)

Um imóvel na Rua Luiza Ovando, número 443, incomoda os moradores do bairro Monte Castelo há mais de quatro anos, conforme vizinhos. A casa é cercada por um quintal que está tomado pelo mato, e uma família, que mora na mesma rua, acaba limpando de tempos em tempos o terreno, mesmo não sendo proprietários. Eles afirmam que têm receio de que insetos provoquem doenças aos vizinhos.

A reclamação é de que ratos, pernilongos e até cobras acabam saindo do terreno e indo em direção às casas das pessoas, além do lixo deixado no quintal provocar a proliferação de ainda mais insetos. Outra reivindicação dos moradores diz respeito a invasões. “Esses dias chegamos a flagrar um malandro em cima do muro, quase pulando para o lado de casa”, afirmou Leonor Maria Ovandro, de 69 anos. Conforme Leonor, preocupada com a sujeira do local, pediu para o filho carpir e limpar um pouco o terreno.

Filha de Leonor, Tati Ovando, de 18 anos, afirmou que usuários de drogas já chegaram a ocupar um local, no entanto, um deles foi assassinado recentemente, e desde então a casa está vazia, mas diversos objetos continuam dentro do imóvel. Um armário e até restos de peças de motocicletas estão jogadas pelo quintal da casa, que possui portas arrombadas e um portão sem tranca.

Segundo moradores, há quatro anos uma família ocupou a casa, limpou o quintal, mas não ficou no local nem uma semana, pois foi expulsa pelos donos do terreno. Os vizinhos afirmaram que os proprietários não cuidam do imóvel, mas quando percebem ocupação “despejam as pessoas”.

Ilma dos Santos Fernandes, 37 anos, afirmou que tem receio pelas crianças da rua, pela presença de insetos devido à sujeira do quintal da casa em abandono. “Eu tenho filha, minha vizinha também, cuidamos bastante, mas esta sujeira pode causar doenças com a proliferação desses insetos”, afirmou.

O Campo Grande News tentou entrar em contato com a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) para questionar sobre a situação do imóvel abandonado, no entanto os telefonemas não foram atendidos.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions