A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

31/07/2016 15:13

Incêndio destrói completamente residência no Jardim das Perdizes

Fernanda Mathias e Mara Riveiros
Para combater as chamas foram necessários dois mil litros de água; os bombeiros também resfriaram outros imóveis adjacentes para evitar que o fogo se alastrasse (Foto:Alcides Neto)Para combater as chamas foram necessários dois mil litros de água; os bombeiros também resfriaram outros imóveis adjacentes para evitar que o fogo se alastrasse (Foto:Alcides Neto)

Casa localizada na Rua Ênio Cunha, no Jardim das Perdizes, em Campo Grande, foi completamente destruída por incêndio que exigiu envolvimento de 13 bombeiros e quatro viaturas de combate, com dois mil litros de água, na tarde deste domingo (31).

Para que as chamas não se alastrassem pelas casas vizinhas, os bombeiros fizeram o resfriamento dos imóveis das adjacências e, por volta das 15 horas, iniciaram o trabalho de rescaldo para evitar que novos focos surgissem.

Não foram encontradas vítimas no local. Mas, moradores da vizinhança relataram que, embora o imóvel esteja fechado há um tempo, usuários de droga o estariam frequentando.

A dona não mora mais lá, mas recentemente teria feito limpeza do local. Ainda não foi identificado se o incêndio foi acidental ou criminoso e como as chamas teriam começado.

Casa ficou totalmente destruída e fogo ameaçou outros  imóveis vizinhos (Foto: Alcides Neto)Casa ficou totalmente destruída e fogo ameaçou outros imóveis vizinhos (Foto: Alcides Neto)

Especialista em combate a incêndio urbano do Corpo de Bombeiros, Fábio Pereira ressaltou que somente neste domingo, além do incêndio em residência, foram outros quatro chamados por fogo em vegetação, uma situação favorecida pela baixa umidade relativa do ar.

De acordo com ele, em média, são 40 chamados por mês por incêndios ou princípio de incêndio em residências e dá algumas orientações. É importante ter cuidados com as instalações elétricas e não deixar aparelhos ligados à tomada. Velas acesas e panelas esquecidas no fogão também figuram entre as principais causas.

Neste período de férias escolares, os cuidados devem ser redobrados, especialmente para que crianças não tenham acesso a materiais inflamáveis, como álcool e também a fósforos e isqueiros.

Em tarde de umidade baixa, incêndios consomem casa de madeira e pasto
Dois incêndios na região Sul de Campo Grande mobilizam viaturas de combate do Corpo de Bombeiros. Em um deles, parte de uma área de pastagem, uma áre...
Casa pega fogo e dona suspeita de incêndio criminoso, após ameaça
A casa de uma mulher de 44 anos foi incendiada na noite de ontem em Três Lagoas, no bairro Jardim das Violetas. Ela relatou à polícia que momentos an...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions