ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Instituto Mirim recebe doação de R$ 100 mil para cursos de capacitação

Por Nyelder Rodrigues | 12/03/2017 21:19
Evento foi realizado no sábado (Foto: Divulgação)
Evento foi realizado no sábado (Foto: Divulgação)

O IMCG (Instituto Mirim de Campo Grande) recebeu a doação de R$ 100 mil para cursos de capacitação oferecidos para os alunos da entidade, que realizou no sábado (11) a aula inaugural da primeira turma de 2017. O doador foi o empresário Felipe Trindade, da empresa Rede TV Box.

"Quando a gente fala o valor da remuneração do mirim para o empresário, eles reclamam, falam que é caro. Mas se todos não fizerem sua parte como vamos mudar a realidade do nosso país?", comenta o prefeito Marquinhos Trad (PSD), que participou do evento, realizado durante à manhã.

O prefeito também aproveitou para ressaltar a importância dos empresários na formação dos jovens e para agradecer Felipe Trindade pela doação feita para auxiliar a formação dos mirins do IMCG.

"Sabemos que, muitas vezes, o poder público não faz sua parte. Mas o privado também tem que se envolver, não pode nos virar as costas. Essa doação vai ser muito importante para podermos capacitar, ainda melhor, esses jovens que chegam aqui cheio de esperanças e como vontade uma vida melhor", afirma o prefeito.

Já Felipe Trindade contou ter decido pela doação por estar ciente da importância da educação na vida das pessoas e da responsabilidade social que todos têm com a cidade.

"Eu acredito que os empresários têm que ter um cunho social. Tem que ter um papel social de desenvolvimento da cidade. Eu bato muito na questão da educação, porque é a educação que move o mundo", frisa Trindade, que completa.

"A educação que traz o conhecimento necessário para a gente fazer as transformações na sociedade, e foi com esse intuito que eu quis fazer essa doação em cursos educacionais para formação técnica e inserção no mercado de trabalho", finaliza.

Os estudantes Gustavo Douglas e Sabrina Luciana expressaram suas expectativas em relação à instituição e a oportunidade de aprender mais. "Quero aprender bastante com o Instituto Mirim e contribuir com o futuro deste projeto. Levar o nome do Instituto Mirim mais para frente no mercado de trabalho", disse Gustavos, de 15 anos, morador do Coophavila II.

Já Sabrina, também de 15 anos, mora no Jardim Presidente, e espera ter melhores oportunidades. "Eu quero melhorar, crescer, ter um bom emprego e mais experiência", afirma a adolescente que participa do curso.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário