A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

20/06/2013 20:41

Jovem de 24 anos passa mal durante protesto e é internada em estado grave

Evelyn Souza e Aliny Mary Dias

Uma jovem de 24 anos foi internada em estado grave depois de passar mal durante a manifestação que está acontecendo desde as 17h dessa quinta-feira (20), em Campo Grande.

A técnica de enfermagem, Tassia Caviglioni, de 24 anos explicou que ela e a amiga, identificada apenas como Luanna, estavam com mais três meninas. Elas saíram do serviço pouco antes das 18h30 e seguiram direto para o manifesto, quando Luanna começou a passar mal.

“Caminhamos por dez minutos na Afonso Pena, quando chegamos em frente ao Burger King, ela começou a passar mal, desmaiou e sofreu convulsões”, explica.

Tassia informou que quando percebeu que a amiga estava perdendo os batimentos, procurou ajuda no hospital Sírio Libanês, que fica na Afonso Pena. “Fui correndo até lá, mas os dois enfermeiros que estavam na porta se negaram a nos ajudar”, diz.

As amigas também disseram que chamaram o Samu, mas nenhuma viatura apareceu. “Fizemos um circulo em volta dela porque estava muito cheio e ficamos com medo das pessoas passarem por cima. Só recebemos ajuda quando ligamos para os bombeiros”, conclui.

A jovem foi encaminhada para a Santa Casa de Campo Grande em estado grave. 

As amigas da jovem disseram que Luanna estava bem antes do manifesto e que ela não tem nenhum problema de saúde. Familiares que estavam no hospital não quiseram falar com a imprensa. 

Segundo o Sírio Libanes, não há serviço de Pronto Atendimento no hospital, por isso a jovem foi orientada a seguir para a Santa Casa.

Eventos de Natal, inauguração de igreja e obras interditam 9 ruas na Capital
A Agetran (Agência Municial de Transporte e Trânsito) informa que pelo menos 9 ruas terão o tráfego impedido neste domingo (17) em Campo Grande. O fe...
Bandidos armados com faca usam carro prata para assaltar vítimas
Dois homens armados com faca em um carro prata - com placas HTI-8594 - assaltaram ao menos duas vítimas, na madrugada deste domingo (17), no Bairro C...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


Sr Bruna Batista,
Você ainda esta no 4º semestre de enfermagem e já tá se achando assim? Tenho certeza absoluta que se acontecer próximo a você, você seria a primeira a "travar", não seja arrogante, não critique sem saber ao certo da situação, também sou da enfermagem e não penso e critico desta forma. Seja mais humilde que você será uma ótima profissional no futuro.
 
Adauto Correa Júnior em 26/06/2013 09:14:43
palavras da senhora Bruna Batista ,"Existe o suporte básico que não precisa de nenhum instrumento para se fazer. Vou para o 4º semestre de Enfermagem e ja aprendi o que fazer ao ver um acidente, alguém tendo uma parada cardiorrespiratória ou até mesmo uma pessoa convulsionando. Não precisa de instrumento nenhum para fazer um suporte básico...

quero ver voce ao ver seu amigo,seu filho sua mãe cair ao seu lado,e voce mesmo fazendo o ...4° ano de Emfermagem, lembrar de qualquer técnica aprendida...faça um favor a todos que estão postando notas de melhoras ,junte se aos enfermeiros do SIRIO LIBANES...E NÃO FAÇA NADA.....
 
nice oliveira em 22/06/2013 00:40:46
Lamentável esse bate boca aqui sobre a conduta da Tássia nessa situação. Concordo com ela quando diz que não é recomendado atender alguém próximo pois o psicológico fica abalado. Realmente em uma situação assim o melhor atendimento que ela pôde dar a amiga foi ter pedido ajuda. Graças a Deus ela foi atendida e vai se recuperar. Ao invés de criticar, vamos rezar por ela para que ela se melhore logo e volte pra casa bem. Quem critica não está trazendo benefício algum pra ninguém.
 
Danny Camargo em 21/06/2013 23:45:45
eu estou com uma parente internada na santa casa desde em dia 20-06 e vi parte da movimentação e me perguntava o que tinha ocorrido espero que a menina esteja bem,e que o hospital que negou socorro seja punido
 
vanessa jebailhe em 21/06/2013 22:44:28
Bruna Batista fizemos o socorro até onde conseguimos pois ela precisava de uma CÂNULA DE GUEDEL para manter as vias aérea dela liberada já que a minha amiga estava inconsciente e se tu se lembra para que isso aconteça precisa de material apropriado pra que seja feito o procedimento, corri até o hospital Sírio Libanês pra pedir ajuda de nesse procedimento.
Uma resposta a senhora Daguimar Cardoso o pessoal da reportagem cometeu um erro pois ainda não sou formada.
 
Tássia Caviglioni em 21/06/2013 22:39:47
Então senhorita Bruna Batista a senhorita como uma acadêmica de ENFERMAGEM deveria saber muito bem, claro se acaso já teve aula de psicologia que não devemos prestar atendimento a parentes e pessoas próximas pode ocorrer em vez de ajudar podemos atrapalhar pois nosso psicológico fica abalado.
Outra coisa talvez tu nem estava lá pra falar, em primeiro lugar ajudei a socorrer durante a crise de convulsão e quando ela entrou em parada e outra pessoa ficou no meu lugar fazendo a massagem eu corri até o lugar mais próximo pra pedi auxílio pra fazer o transporte até um hospital pois o SAMU não vinha.
Então o bombeiro chegou e a transportou pra santa casa onde ela está sendo atendida e muito bem cuidada por uma equipe excelente.
Única coisa que peço se não sabe sobre o ocorrido não comente.
 
Tássia Caviglioni em 21/06/2013 22:20:53
fácil criticar quando não se trabalha na área da saúde e num tem a mínima noção doke e ver um paciente convulsionando .... tive a oportunidade d ajudar no atendimento dessa garota a Luana, no hospital santa casa..... portanto meus caros, na rua , no meio do tumulto, sem material de primeiro socorro, falam ai artista oke a técnica faria a não ser pedir socorro no hospital mais próximo.....se nem o samu que tem uma estrutura montada dentro da ambulância não consegue as vezes fazer alguma coisa, lembrando que tem medico, enfermeiro padrão, socorrista e técnico de enfermagem...agora minha pergunta e oke queriam q a técnica fizesse..... deixasse a amiga morrer....parabéns pela atitude da amiga, mostra que ainda temos pessoas que se importam com os amigos, e fazem tudo para salvar a vida ....
 
kelin marques de souza em 21/06/2013 18:30:57
Parabéns a amiga, agiu corretamente em buscar socorro, se estava próximo a um hospital, pois sem recursos não tem como fazer muita coisa, lamentável ao hospital, não ter feito nada, como profissional da saúde faria o mesmo .
 
Leo Franco em 21/06/2013 18:00:16
Srª Mayara Paes....
Existe o suporte básico que não precisa de nenhum instrumento para se fazer. Vou para o 4º semestre de Enfermagem e ja aprendi o que fazer ao ver um acidente, alguém tendo uma parada cardiorrespiratória ou até mesmo uma pessoa convulsionando. Não precisa de instrumento nenhum para fazer um suporte básico...
 
Bruna Batista em 21/06/2013 17:03:22
prezada senhora Bruna Batista, e a senhora o que faria se estivesse no lugar da tecnica de enfermagem??? quando o acontecimento ocorre proximo da gente, nao tao simples assim, mesmo sendo uma tecnica de enfermagem, e para seu conhecimento se nao fosse a tecnica de enfermagem, que acompanhou a vitima ate a santa casa e prestou todos os esclarecimentos necessario, a vitima estaria no cemiterio ao inves do CTI. E quero parabenizar a equipe da SANTA CASA, que mostrou que sabem o que fazem e fizeram com que a vitima tivesse chanche de sobreviver. Foi emocionante ver aquele pessoal lutando para manter a garota viva. PARABENS A TODOS OS FUNCIONARIOS DE PLANTAO NA NOITE DE QUINTA FEIRA, do porteiro que abaixa a corrente aos Doutores e enfermeiros que fizeram os procedimentos com efeciencia
 
alex souza em 21/06/2013 14:42:46
Ao comentário da Bruna Batista só quero lhe informa que eu socorri sim minha amiga com ajuda de outras pessoas, mas quero te dizer que uma pessoa mesmo formada nunca deve socorrer uma amiga ou um parente pois o psicológico da pessoa fica abalado mesmo sabendo todas as técnicas você pode acabar não sabendo o que fazer no momento.
 
Tássia Caviglioni em 21/06/2013 13:27:59
Eu estava passando pelo local, sorte que o pessoal fez um circulo grande em volta dela...tinha mta gente.
Melhoras para a jovem !!!
 
Simão de Magalhães Antonio em 21/06/2013 11:40:22
Pra vc ver como a EDUCAÇÃO ESTA FALIDA...Se uma tecnica de enfermagem naum sabe realizar algum tipo de ajuda de emergencia é porqque deve ter se formado as coxas.......
 
Daguimar Cardoso em 21/06/2013 11:28:04
Como assim?!!! Em um hospital cheio de médicos e enfermeiros não há um MINIMO serviço de atendimento PARA SALVAR UMA VIDA ??? não é esse ou deveria ser o OBJETIVO de todo hospital? Estou confusa! Onde está a ÉTICA dos profissionais que se recusam a atender ???? Que tipo de médico e enfermeiro se RECUSA a fornecer ajuda humanitária ? Não é obrigatório o fornecimento de primeiros socorros? é claro que sim ! um hospital com um mínimo de estrutura DEVE OFERECER O ATENDIMENTO A QUEM NECESSITAR! NEGAR ATENDIMENTO É CRIME! ou não?
 
Magda Correa em 21/06/2013 11:27:10
Sr Bruna Batista, bom dia.
Mesmo ela sendo uma técnica de enfermagem, como ela poderia realizar algum tipo de suporte a amiga, se provavelmente ele não estaria com alguns instrumentos de serviços, que seriam necessários?
Dificil, né?!
 
Mayara Paes em 21/06/2013 11:23:55
Primeiramente as enfermeiras poderiam ter uma me acompanhado até o local e ajudado e não ter falado apenas que a única coisa que ela poderia fazer era ligar pro SAMU pois isso é omissão de socorro.
 
Tássia Caviglioni em 21/06/2013 10:35:29
Estimo melhoras para a jovem. Que consiga sair dessa problemática, o mais rápido possível.
Quanto a atitude dos dois enfermeiros do Sírio, foi lastimável.
Parabéns!!! a Tassia pela ateção a amiga Luana.
Boa Sorte.
 
Neyde de Oliveira em 21/06/2013 08:51:23
parabénsss ao pessoal do sírio libanês pela omissão de socorro a lei não diz que o socorro é obrigatório se essa menina for esperta vai processar o hospital.
 
Jose Roberto em 21/06/2013 08:35:58
Agora era hora de voltar lá e lembrar aos enfermeiros, que omissão de socorro, é CRIME.
 
Isabelle Barnet em 20/06/2013 22:57:15
Coitada...talvez um mal súbito tenha acontecido! Esses pilantras do sírio libânes tem de ser responsabilizados por omissão de socorro!
 
Antenor assis em 20/06/2013 21:43:36
isso é um absurdo o hospital sírio libanês negar socorro a uma pessoa passando mau....se acontecer algo com ela ,tem que tomar as medidas providencias..
 
rosangela mesquita leite em 20/06/2013 21:29:44
Uma técnica de enfermagem não soube o que fazer com a amiga? Como assim?
 
Bruna Batista em 20/06/2013 20:58:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions