ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Jovem de 25 anos é agredida e estuprada por namorado na Vila Nasser

Vítima ainda foi obrigada a ficar na casa do então namorado por três dias e ameaçada de morte se o denunciasse

Por Paula Maciulevicius Brasil e Bruna Marques | 18/03/2021 08:58
Caso foi registrado na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) na Casa da Mulher Brasileira.  (Foto: Henrique Kawaminami)
Caso foi registrado na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) na Casa da Mulher Brasileira. (Foto: Henrique Kawaminami)

Um jovem de 25 anos procurou à polícia depois de ser estuprada e agredida pelo então namorado no último final de semana, na casa dele, no Bairro Vila Nasser, em Campo Grande. A vítima contou que o casal namorava há três anos e decidiram sair juntos na sexta-feira (12).

O combinado era dela ir até a casa dele, na Vila Nasser para de lá saírem. Por volta das 21h, o rapaz de 20 anos disse que iria sair, mas já voltava, deixando a mulher à espera. O namorado só voltou às 4h30 da manhã de sábado (13) e bastante alterado.

"Ele xingou ela de vadia, de biscate, a empurrou no chão e puxou os cabelos dela. Quando percebeu que ela tinha se machucado, não a deixou ir embora", conta a delegada da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Fernanda Piovano.

Delegada Fernanda Piovano detalhou o que vítima relatou. Casal namorava há três anos. (Foto: Henrique Kawaminami)
Delegada Fernanda Piovano detalhou o que vítima relatou. Casal namorava há três anos. (Foto: Henrique Kawaminami)

A vítima ficou até domingo (14) na casa dele. Para simular que eles estavam bem, o rapaz começou a mandar mensagens do celular da namorada para o dele, forjando uma conversa.

Ainda segundo a polícia, depois das agressões, o rapaz mandou a vítima entrar no quarto, porque queria ter relações sexuais com ela. "Ele disse que não queria, e ele falou que se não fizesse, iria estrangular ela. Ele apertou o pescoço dela e a forçou ter relações sem preservativo", detalhou a delegada.

No domingo, ele a mandou ir embora da casa a pé e ainda ameaçou que se ela contasse para alguém, ele a mataria. O caso foi registrado nessa quarta-feira (17), como estupro e injúria na Casa da Mulher Brasileira. A vítima também pediu medida protetiva contra o rapaz.a

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário