A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

14/04/2014 07:23

Jovem de 28 anos esfaqueado no Tarumã foi morto pela esposa

Viviane Oliveira e Aliny Mary Dias
O rapaz foi encontrado morto sentado em uma cadeira de fio. (Foto: Kleber Clajus)O rapaz foi encontrado morto sentado em uma cadeira de fio. (Foto: Kleber Clajus)

A jovem Ítana de Oliveira, 22 anos, é suspeita de ter matado o jardineiro Bruno Azevedo Braga, 28 anos, na tarde de ontem (13), na Rua Sertaneja, próximo a Avenida Bom Progresso, no Jardim Tarumã, Campo Grande. Ela chegou a dizer que havia encontrado o marido morto no quintal de casa, mas na delegacia acabou confessando que havia esfaqueado o esposo.

A vítima morreu com uma perfuração no peito, aparentemente feita por uma faca. À Polícia, Ítana contou que matou o marido depois de uma discussão. A suspeita é de que ela estava sob efeito de droga, quando cometeu o crime.

O casal tem um filho de 4 anos, e um bebê de 10 meses, que estavam na casa dos pais de Ítana no momento da briga. A jovem foi presa em flagrante por homicídio doloso e encaminhada para uma delegacia que abriga mulheres. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

O crime – Bruno foi encontrado morto, sentado em uma cadeira de fio. No inicio, Ítana contou que dormia quando o crime aconteceu, pois trabalha no turno da noite em uma lanchonete.

Ela afirmou ainda que, acordou com o grito do marido e ao chegar no quintal de casa, o encontrou sentando e parecia estar morto. A jovem então acionou o Corpo de Bombeiros.

Bastante abalada, a mãe de Bruno, que preferiu não ser identificada, foi ao local, e limitou-se a dizer: “eu já esperava por isso. Esta maldita droga, veja o que faz”. Ela disse, ainda, que o filho era usuário de drogas desde os 14 anos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions