A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/07/2012 13:42

Jovem é preso pela 3ª vez após tentativa e homicídio em menos de 6 meses

Paula Vitorino e Mariana Lopes
Jovem foi preso pela terceira vez na sexta-feira (29). (Foto: Rodrigo Pazinato)Jovem foi preso pela terceira vez na sexta-feira (29). (Foto: Rodrigo Pazinato)

O jovem Alcebíades Verão de Barros, de 23 anos, foi preso pela terceira vez, no espaço de menos de sete meses, após tentar matar um homem com dois tiros na garganta. Em dezembro, ele matou um jovem e em janeiro deste ano foi preso por posse ilegal de arma.

Desta vez, Alcebíades foi encontrado na sua casa, no Jardim Itamaracá. A prisão aconteceu na sexta-feira (29).

Ele era procurado por tentar matar Wagner de Souza Pereira, de 48 anos, no dia 6 de maio, no Jardim Itamaracá. Segundo o delegado Devair Aparecido, da 4ª Delegacia de Polícia Civil, o crime foi motivado por vingança.

Dias antes do crime, Alcebíades disparou alguns tiros para o alto em via pública e os vizinhos, assustados, acionaram a Polícia. O autor fugiu, mas deixou a motocicleta, que foi apreendida pelos policiais.

Alcebíades acreditava que Wagner tinha chamado a Polícia e ao encontrar a vítima disparou dois tiros, que ficaram alojados na garganta. Wagner corre o risco de ficar sem voz e tetraplégico, de acordo com o delegado.

O delegado ainda diz que os moradores da região tinham medo do jovem porque ele é conhecido por ser violento e perigoso.

Assassinato - Menos de seis meses antes da tentativa de homicídio, no 21 de dezembro do ano passado, ele tinha sido preso pelo assassinato de Luciano Aparecido Facio, vulgo “Thiuque”, de 21 anos.

O jovem foi morto com dois tiros na cabeça, no Jardim Itamaracá, no dia 17 de dezembro. Alcebíades é apontado como mandante e autor do assassinato, que foi motivado por dívida de drogas.

De acordo com a Polícia, a mãe de Alcebíades já foi presa por tráfico de drogas. Alcebíades será transferido para o Presídio de Trânsito.

Presos assassinos confessos de jovem no Jardim Itamaracá
Rapaz de 21 anos foi morto com dois tiros na cabeça na madrugada de sábadoPoliciais da Cigcoe/Rotac (Companhia Independente de Gerenciamento de Cris...
De família de escritores, médico lança amanhã livro com poemas
O renomado psiquiatra Marcos Estevão lança nesta quinta-feira (14) em Campo Grande o livro de poesias "Pedaços de Mim", que é um compilado de poemas....


Tambem chego a pensar que a justiça, acha a sociedade um monte de idiotas!!! deixar um cara desses solto!!! sem mais comentários!!!
 
daniela dias em 03/07/2012 11:52:53
No Brasil, o crime compensa. Desde o criminoso de colarinho branco até o criminoso de colarinho sujo. Nossas leis protejem os criminosos e punem os cidadãos de bem. Esse(s) vagabundo(s) solto(s) são ou não uma punição aos homens de bem ? Com a palavra nossos legisladores ...
 
Mauro Almeida em 03/07/2012 07:35:48
As vezes acho que a justiça está brincando conosco, homens de bem que pagamos fielmente nossos impostos e taxas públicas. O que esse cara estava fazendo nas ruas, vez que já havia sido preso outras vezes e por crimes contra a vida? Queremos parecer os EUA, porque não aplicamos as mesmas leis que eles aplicam lá? Nos EUA esse tipo de crime ou crimes é perpétua ou corredor da morte.
 
nelson pereira em 03/07/2012 06:43:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions