A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

09/10/2012 10:16

Jovem que morreu afogado havia ido pela primeira vez a lago

Francisco Júnior e Mariana Lopes
Lago onde a vítima morreu afogada. (Foto: Rodrigo Pazinato)Lago onde a vítima morreu afogada. (Foto: Rodrigo Pazinato)

A tarde de domingo (7)  foi a primeira e última vez que Fernando Ferreira Oliveira, 18 anos, esteve no lago que fica na região da saída para Três Lagoas, em Campo Grande. Ele morreu afogado no local e o corpo encontrado na tarde ontem (8) por uma equipe dos Bombeiros.

Durante o velório, o irmão por parte de pai de Fernando, Thales Bispo de Oliveira, 18 anos, disse que a vítima nunca tinha ido ao lago e na ocasião estava acompanhado de pelo menos 12 amigos. “Eles foram passar o dia lá. Fizeram churrasco”, conta.

Diomedes Fernades de Oliveira, 46 anos, pai de Fernando, acredita que a morte do filho foi um acidente. “Eles estavam entre amigos. Ninguém iria provocar a morte dele”, diz.

Amigos e parentes da vítima lotaram a capela da Pax Universo nesta manhã. O corpo foi enterrado  as 10 horas no cemitério Jardim da Paz, na saída para Sidrolândia.

O corpo do jovem foi encontrado após 25 horas de buscas. Ele estava no fundo do lago, que tem uma profundidade de cerca de 3 metros.

Ao todo, três mergulhadores trabalharam nas buscas, que foram feitas pelo tato, porque a visão é zero no fundo da lagoa. No total 12 militares participaram da operação. 

O Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul informa dicas de como evitar afogamentos. Para se divertir em piscinas sem grandes preocupações a dica dos Bombeiros é que as pessoas utilizem apenas clubes com o certificado de vistoria e em dia. A certificação tem validade de um ano. Outro cuidado a ser observado é a presença de pelo menos dois salva-vidas a cada 500 m² de água - exigência prevista na legislação.

Em rios, a atenção deve redobrar já que o risco é maior por causa da força da correnteza e também pela profundidade. A dica é que crianças fiquem em locais rasos e acompanhados de responsáveis maiores de idade e que saibam nadar. Os pequenos devem estar equipados com bóias ou flutuadores que garantam ainda mais a segurança. Também é importante não sair das margens do rio, onde é mais seguro.

Brincadeiras como “caldos”, “trotes” ou “saltos” devem ser evitadas porque a profundidade de um rio ou de uma piscina pode ser pequena e saltos podem machucar ou contribuir para um possível afogamento.

Bombeiros retomam buscas por jovem que se afogou em lago na saída de Três Lagoas
As buscas pelo corpo do jovem de 19 anos, identificado como Fernando, começaram às 6h30 da manhã. Quatro militares do Corpo de Bombeiros estão com um...
Jovem de 19 anos se afoga em lagoa e desaparece na saída para Três Lagoas
Um jovem de 19 anos, apenas identificado como Fernando, se afogou em um lago próximo ao Autódromo Internacional de Campo Grande, na BR-262, saída par...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions