A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/03/2012 14:18

Juiz manda marcar júri de filho de policial que emprestou arma para homicídio

Nadyenka Castro

Jadher Leandro Rodrigues entregou o revólver do pai à namorada, que matou uma jovem

Na reconstituição do crime, adolescente usou capuz e colete e Jadher ficou no carro. (Foto: João Garrigó)Na reconstituição do crime, adolescente usou capuz e colete e Jadher ficou no carro. (Foto: João Garrigó)

O juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, mandou marcar o júri popular de Jadher Leandro Rodrigues, que emprestou a arma do pai, um policial militar, à namorada. A jovem usou o revólver calibre 38 para matar Juliana dos Santos Sales.

O crime aconteceu no dia 8 de agosto de 2010, no bairro Coronel Antonino, em Campo Grande. A namorada de Jadher, na época adolescente, se desentendeu com uma amiga de Juliana. O casal foi até a casa do rapaz e pegou a arma do policial.

Na rua atrás do posto de saúde do bairro Coronel Antonino, o casal, em uma motocicleta, encontrou Juliana e Pâmela Alves, alvo da adolescente. Para salvar a amiga, que estava grávida, Juliana colocou-se na frente do disparo e acabou morrendo.

Jadher responde por homicídio doloso e corrupção de menores. No dia da reconstituição do crime, ele permaneceu escondido em um carro, enquanto a namorada refazia os passos no dia do assassinato de Juliana.

O rapaz foi preso, mas, solto quatro meses depois por habeas corpus concedido pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions