ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 13º

Capital

Juiz revoga prisão e libera motorista que capotou e matou irmã de ex-prefeito

O autônomo José Antônio Alves Pereira ganhou a liberdade ao pagar fiança de R$ 750

Por Geisy Garnes | 09/06/2021 15:43
Sandar sofreu ferimentos graves e morreu no local do acidente (Foto: Direto das Ruas)
Sandar sofreu ferimentos graves e morreu no local do acidente (Foto: Direto das Ruas)

Dias depois de ter a prisão preventiva decretada em audiência de custódia, o autônomo José Antônio Alves Pereira, 48 anos, motorista do Ford Fiesta que capotou e matou Sandra Tavares Almeida Nunes, de 51 anos, ganhou a liberdade ao pagar fiança de R$ 750.

Sandra, irmã do ex-prefeito de Taquarussu, Roberto Tavares Almeida, o Roberto Nem, era namorada de José Antônio e morreu no dia 9 de maio, no Km 317 da BR-262, em Campo Grande. No dia do acidente, o réu foi socorrido até a Santa Casa e lá recebeu voz de prisão por apresentar sinais de embriaguez. Em 11 de maio passou por audiência de custódia e teve a preventiva (sem tempo determinado) decretada.

O advogado de José, Caio Magno, recorreu da decisão, alegou que não havia motivo para a prisão, já que o autônomo não tinha passagens, apresentava emprego e residência fixa. Em análise ao pedido, o juiz Olivar Augusto Roberti Coneglian da 2ª Vara Criminal concordou com os argumentos da defesa.

Levando em consideração o fato do crime ser culposo, quando não há intenção de matar, o juiz decretou a liberdade de José. Para isso, determinou para isso o pagamento de R$ 750. O valor foi quitado no dia 22 de maio e o autônomo solto do Centro de Triagem Anísio Lima em Campo Grande.

Acidente - Conforme apurado pela reportagem, José Antônio seguia na via e tinha como passageira Sandra, quando tentou ultrapassar dois veículos pelo acostamento, mas perdeu o controle da direção e o carro capotou. A mulher morreu no local. O corpo dela foi encontrado às margens da rodovia. Ele foi socorrido à Santa Casa e recebeu alta logo depois.  O acidente não envolveu outros veículos.

Segundo o registro policial, várias garrafas de cerveja long neck vazias foram encontradas no carro. Havia ainda pequena quantidade da bebida numa garrafa térmica. Equipe da PRF (Polícia Rodoviária Federal) foi à Santa Casa e fez o teste de alcoolemia no condutor. O resultado foi de 0,35 miligramas de álcool por litro de sangue.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário