A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Abril de 2019

19/12/2018 17:35

Justiça Federal condena 14 pessoas por tráfico internacional de drogas

Grupo foi alvo da Operação Nevada, desencadeada pela Polícia Federal em junho de 2016

Kerolyn Araújo
Conforme apurou a PF, os criminosos atuavam em Campo Grande, Bonito, Bodoquena e Porto Murtinho. (Foto: Fernando Antunes)Conforme apurou a PF, os criminosos atuavam em Campo Grande, Bonito, Bodoquena e Porto Murtinho. (Foto: Fernando Antunes)

A 3ª Vara da Justiça Federal em Campo Grande condenou 14 pessoas por tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro e crimes relacionados a armas de fogo. Por Mato Grosso do Sul, o grupo criminoso enviava grandes quantidades de cocaína da Bolívia para São Paulo.

Conforme denúncia do Ministério Público Federal, o grupo começou a ser investigado após denúncias de intensa movimentação em uma casa de alto padrão localizada na rua Serra Nevada, no bairro Chácara Cachoeira. Durante investigação, a polícia descobriu que o local era ponto de encontro das pessoas envolvidas com o tráfico internacional.

Os líderes e organizadores do esquema criminoso, todos da mesma família, tentavam não negociar as cargas abertamente por telefone, privilegiando a utilização de aplicativos de mensagem com criptografia e encontros presenciais para dificultar a ação da polícia.

Tráfico - O grupo adquiria fardos de cocaína na Bolívia e trazia para Mato Grosso do Sul em aviões. As cargas eram arremessadas em áreas rurais nos municípios de Bodoquena, Bonito e Porto Murtinho. Depois, a droga era colocada em veículos ou enterradas até que a negociação de venda fosse concluída pelos traficantes.

Conforme a decisão, um dos maiores compradores de cocaína é ligado a uma atuante facção criminosa paulista e estava foragido da Justiça. Ele foi preso recentemente interior do estado do Ceará.

“Embora possuíssem atuação conjunta no período inicial das investigações, os líderes gerais dos grupos criminosos – pertencentes a uma mesma família – se desentenderam e passaram a fornecer de forma independente a droga, embora mantivessem elo com o comprador comum, conectado com a facção criminosa”, relata a decisão.

Durante a invetsigação que resultou na prisão do grupo foram apreendidos mais de 800 quilos de cocaína, mais de U$ 2 milhões de dólares, além de imóveis, carros de luxo e joias.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions