A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

09/09/2019 10:49

Justiça homologa acordo e réus por contrabando farão doação à Polícia Federal

Casal foi flagrado três vezes por auditores da Receita Federal, durante fiscalização em agência dos Correios

Aline dos Santos
Justiça Federal homologou acordo no dia 5 de setembro. (Foto: Henrique Kawaminami)Justiça Federal homologou acordo no dia 5 de setembro. (Foto: Henrique Kawaminami)

A Justiça Federal homologou acordo de não-persercução penal com o casal Vinícius dos Santos Cavalcante e Grislene Garcia Areco. Na transação penal o processo será arquivado mediante compra de dez webcam que serão destinadas à Policia Federal.

Conforme denúncia do MPF (Ministério Público Federal), eles “utilizam do site Mercado Livre há, pelo menos, um ano, e realizaram mais de 1.500 vendas nos últimos cinco meses”. A mercadoria era simulacro de armas

Primeiro, os dois se tornaram réus em 23 de maio de 2019. A denúncia foi por contrabando e também com base no Estatuto do Desarmamento.

Os dois foram flagrados três vezes por auditores da Receita Federal, durante fiscalização em agência dos Correios. No dia 23 de maio de 2018, foram dois simulacros de arma de fogo. Em 11 de junho do ano passado, foram sete. E, no dia seguinte, 12 de junho, um simulacro.

No dia último dia 5, data de audiência, o juiz federal Sócrates Leão Vieira homologou o acordo de não-persecução penal entre as partes e o MPF. As câmeras deverão ser compradas em lojas nacionais reconhecidas e entregues no prazo máximo de 30 dias após a ciência da homologação judicial do acordo. Os eletrônicos serão encaminhadas para a Corregedoria da Polícia Federal. A defesa não quis se manifestar.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions