A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

29/10/2013 17:36

Justiça liberta caminhoneiro que matou esposa com 4 tiros na Chácara das Mansões

Bruno Chaves
Caminhoneiro consegue liberado após quase três meses de prisão (Foto: Arquivo Campo Grande News)Caminhoneiro consegue liberado após quase três meses de prisão (Foto: Arquivo Campo Grande News)

Acusado de matar a ex-esposa com quatro tiros no dia 10 de julho deste ano, o caminhoneiro Joselmal Gomes Fernandes, 53 anos, deve ser posto em liberdade nas próximas horas. Isso porque a defesa dele conseguiu que a Justiça concedesse um habeas corpus.

Segundo o advogado de defesa José Roberto Rodrigues da Rosa, o caminhoneiro deve ser solto até o final desta terça-feira (29). “Estou aguardando a expedição do alvará de soltura para poder ir ao Presídio de Trânsito e acompanhá-lo”, disse.

José lembrou que o acusado “surtou” quando soube que, enquanto viajava a trabalho, a ex-mulher levava a filha do casal, que tinha 14 anos na época, para bares e consentia que ela tivesse relações sexuais com homens mais velhos.

“Criaram uma situação equivocada dizendo que ele havia fugido, mas isso não aconteceu. Ele se apresentou, teve o primeiro habeas corpus negado e segundo aceito. O julgamento começou na semana passada e ganhamos por dois a um”, explica.

Joselmal foi preso no dia 1º de agosto e será solto hoje. Ele ficou quase três meses em detenção.

Assassinato – O crime aconteceu no dia 10 de julho, no bairro Chácara das Mansões. A vítima, Edna da Silva Nascimento, 35, foi morta com quatro tiros quando estava na casa da mãe dela, na Rua Capão Redondo.

Segundo a Polícia, o autor ligou dizendo que precisava conversar com a ex-mulher e com a ex-sogra, sobre o relacionamento da filha.

Durante a conversa, Edna levantou para ir até a cozinha e foi atingida por quatro tiros. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu e morreu na UPA (Unidade de Pronto Atendimento do bairro Universitário).

De acordo com a família, autor e vítima foram casados por 18 anos e na época do crime, estavam separados há quatro dias.



Que maravilha essa nossa lei penal. O sujeito mata a esposa com 4 tiros, pelas costas, e só fica 03 meses preso! Agora, a família da vítima é que vai "ficar presa " em casa, com medo de retaliações. Isso chama-se impunidade, que alimenta a criminalidade!
 
MARCELLO MENDES em 29/10/2013 22:06:24
Não se trata de competência e sim de benevolência da Justiça...se ela fosse parente minha, eu mesmo seria o juiz que o julgaria e nesse caso já estaria condenado...chega...pra mim deveria ser aplicado a lei do talião.....
 
JOELSON SANTOS em 29/10/2013 18:51:50
País de bichos... matar pode a qualquer pretexto!
Barbárie e conivência da Justiça!
 
alvaro campos em 29/10/2013 18:46:05
Esse Advogado é muito competente e também a justiça foi feita. Não estou dizendo sobre o mérito da questão mas sim da liberdade provisória que foi concedida a ele, para responder o processo em liberdade.
 
Amilton almeida em 29/10/2013 17:55:09
Já escrevi nesse site que "ainda tem gente inocente que acredita na nossa justiça".
 
João Vitor dos Santos em 29/10/2013 17:48:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions