ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 16º

Capital

Justiça nega pedido de prisão de suspeito de matar jovem com mais de 5 tiros

Por Ana Paula Carvalho | 25/07/2011 17:24

Vítima disse nome do possível autor antes de morrer

A justiça indeferiu na última sexta-feira o pedido de prisão preventiva de Douglas Silva Fonseca, 20 anos, conhecido como “Macaco”. Ele é suspeito de ter matado Lenonn Medeiros Campos, 19 anos, com mais de cinco tiros no dia 16 deste mês, em um bar na rua Catanduva, no bairro Estrela do Sul, em Campo Grande.

Antes de morrer, Lennon disse a uma testemunha que Douglas era o autor do crime. Ele foi preso quando os policiais foram intimá-lo para depor porque encontraram com ele um revólver calibre 38. Por esse crime, ele foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de uso restrito e está detido na 2ª Delegacia de Polícia, mas deverá ser liberado ainda hoje.

O juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri entendeu que não há provas suficientes para decretar a prisão, já que nenhuma testemunha afirmou ter visto Douglas disparando a arma.

A arma foi encaminhada a perícia para que seja feito o confronto balístico com as munições deflagradas que foram encontradas no local do crime.

Douglas nega que tenha matado Lenonn. Ele tem passagem por receptação,quando chegou a ser detido por cerca de duas semanas em abril.

Um segundo envolvido na morte que não teve o nome divulgado é foragido da Colônia Penal e ainda não foi encontrado.

Nos siga no Google Notícias