A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

19/10/2016 15:41

Lixo recolhido nas ruas em 2016 equivale a seis campos do Morenão

Anny Malagolini
Para recolher o lixo da cidade os caminhões realizaram 2,5 mil viagens (Foto: Sesau/Reprodução)Para recolher o lixo da cidade os caminhões realizaram 2,5 mil viagens (Foto: Sesau/Reprodução)

A limpeza das ruas de Campo Grande durante este ano retirou 35.758 metros cúbicos de lixo das sete regiões urbanas da cidade, equivalente a seis campos de futebol do estádio Morenão tomados por dois metros de altura, conforme dados divulgados pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Em uma volta pela cidade é fácil identificar os novos 'lixões' da Capital. Ruas, terenos baldios e locais de pouca movimentação tornaram-se 'ideais' para jogar lixo e até móveis usados. O material descartado por toda a cidade contém lixo orgânico, restos de materiais de construção, como vaso sanitário e tijolos, além de eletroeletrônicos e móveis.

O mapa do lixo revelou que o campeão de lixo inusitado é o sofá. Normalmente, em uma hora de recolhimento de lixo é possível encontrar de 20 a 25 sofás jogados em locais indevidos. Para recolher os mais de 36 mil metros cúbicos de lixo durante o ano, a secretaria mencionou que foram necessárias mais de 2,5 mil viagens de caminhão.

Mau hábito – A Sesau informou ainda que, além da grande quantidade de lixo jogado na cidade, o que tem que chamado a atenção da equipe de limpeza é a reincidência. O local que é limpo pela manhã, por exemplo, volta a ter mais lixo na parte da tarde. “A equipe de limpeza tem que voltar várias vezes em um mesmo local que limpou e retornar o trabalho”

Esse é o caso da Avenida Wilson Paes de Barros, principal acesso entre os Bairros Serradinho ao Santa Emília onde, que já chegou a acumular mais de 1 quilômetro de lixo. Só desse local, foram necessários 100 caminhões lotados de lixo, no entanto, o local continua sendo utilizado como um lixão da cidade. 

Outros bairros também teriam o mesmo problema em 2016, como o Aero Rancho, Guanandi, Vila Popular, Nova Campo Grande, Nova Lima, Colúmbia, Moreninha.

A medida, segundo o município, visa à prevenção de doenças, como as que são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, pois a ação impede o acúmulo de vasilhames e a formação de que possam servir de criador do inseto.

Denúncia - Jogar lixo em local indevido pode ser denunciado pelos telefones 156 (Semadur), 153 Patrulha Ambiental da Guarda Municipal ou na Ouvidoria da Prefeitura pelo telefone 33144639. A pessoa receberá um número de protocolo, por meio do qual poderá acompanhar o andamento do processo. A pessoa notificada terá 30 dias para sanar os problemas, caso contrário, deve arcar com multas que vão de R$ 1,8 mil a R$ 7,3 mil.

O mapa do lixo revelou que o campeão de lixo inusitado é o sofá. (Foto: Sesau/Reprodução)O mapa do lixo revelou que o campeão de lixo inusitado é o sofá. (Foto: Sesau/Reprodução)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions