ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Mãe e filha lacram gatos em caixa e abandonam em casa de protetora

Esta é a segunda vez em quatro meses que bichos são abandonados na residência

Por Clayton Neves | 06/02/2021 18:34
Animais estavam em duas caixas fechadas com fita adesiva. (Foto: Direto das Ruas)
Animais estavam em duas caixas fechadas com fita adesiva. (Foto: Direto das Ruas)

Protetora de animais há 7 anos, Graziela Siqueira Domingues procurou a polícia na tarde deste sábado (6) para denunciar descarte de animais em frente a casa onde ela mora, no Bairro Jardim Itália, em Campo Grande. Segundo a voluntária, que já cuida de cerca de 70 gatos, esta é a segunda  vez em quatro meses que bichos são abandonados na residência.

Gato abandonado foi resgatado e alimentado por protetora. (Foto: Direto das Ruas)
Gato abandonado foi resgatado e alimentado por protetora. (Foto: Direto das Ruas)

De acordo com Graziela, por volta das 11h30, mãe e filha foram até o local onde ele mora e tem um salão de beleza. Enquanto a jovem distraía a protetora, a mãe descartou uma caixa de papelão lacrada onde estavam quatro gatos. “Minha vizinha viu quando ela tirou a caixa de dentro do carro e deixou na minha calçada”, conta.

Na caixa, lacrada com fita crepe, Graziela encontrou dois gatos filhotes e dois adultos, sendo que uma fêmea adulta estava prestes a parir.

“Quando notamos o que estava acontecendo corremos atrás das duas, mas elas se trancaram em casa”, lembra.

Revoltada, a protetora abrigou os animais, mas decidiu denunciar o caso à polícia. “Quem abandona os gatos não deixa um pacote de ração, nem uma ajuda para a clínica. Eu já não tenho mais condições de manter outros animais”, desabafa.

Em outubro do ano passado o episódio semelhante se repetiu com a protetora voluntária. “Não sei se dá outra vez foram as mesmas pessoas”, afirma.

O caso foi registrado como abandono de animais e a Polícia Civil irá investigar.

Quem quiser ajudar a protetora ou adotar algum dos animais pode ligar no (67) 99124-0199.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário