A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

06/09/2013 10:28

Mais de 100 famílias indígenas invadem 11 hectares na Capital

Luciana Brazil

Cerca de 100 famílias indígenas invadiram, ontem (5), uma área de 11 hectares, no bairro Água Bonita, atrás do conjunto Tarsila do Amaral, em Campo Grande. Segundo os índios, a área ocupada é continuação da aldeia urbana Água Bonita, doada pelo governo do Estado há mais de 13 anos.

Barracos já começaram a ser montados no local. Cansados de pagar aluguel, agora os índios reivindicam moradias. “Nós ocupamos uma área que é continuação da aldeia. Muitos estavam na cidade pagando aluguel, mas não dá mais para continuar assim”, confirmou o indígena Eduardo Pereira Barbosa, 73 anos.

A área total da aldeia, segundo Eduardo, é de 36 hectares. Os indígenas devem se reunir hoje às 15 horas para definir o encaminhamento da situação. “Ainda não sabemos para quem vamos pedir essas moradias, mas vamos decidir hoje”.

O cacique Nito Nelson, 52 anos, disse que a ocupação não gerou desentendimentos. “Não houve problema. Até conversamos com os vizinhos próximos e está tudo bem”, garantiu.

 



KKKKKKKKKK. Agora as invasões são na area urbana. quero ver esses defensores de indios quando eles invadirem as casas, vão sentir o que os proprietarios rurais sentem quando perdem suas casas
Acorda BRASIL. Se não vamos ser expulso do país.
 
RODRIGO VARGAS em 07/09/2013 08:11:14
Era o tempo do trem de passageiros puxados pela Maria Fumaça e meus pais e avós, vindo da aldeia Bananal, ia a beira dos trilhos pra catar as lenhas que caiam da Maria Fumaça, tempo em que acima dos trilhos no Ponto Azul era matagal e chacaras. Meu velho pai após anos de árduo trabalho e juntamente com meu vô comprou um lótinho, lá longe, na estrada que ia pra Rochedinho,sem agua e nem energia elétrica. Essa estrada boiadeira, virou a avenida América na vila planalto, bairro nobre.Hoje vemos que nossos irmãos terenas, imigram pra capital em busca de uma vida melhor e um ensino educacional de qualidade a seus filhos. Não significa que devam invadir terrenos alheios, morar em barracos de lona, e da noite pro dia, serem dono do imóvel, afinal só no pantanal há 535 mil hectares de terras.
 
samuel gomes-Terena-campo grande em 06/09/2013 15:02:14
Sério??? que tal conversar com o dono do terreno invadido?? e que tal estudar, trabalhar e viver como todo cidadão brasileiro, cumprindo seus seus deveres, respeitando as leis e deixando de viver de favor?
 
Claudia Ribeiro em 06/09/2013 13:24:06
To vendo a hora deles invadirem o São Bendo dizendo que ali era terra indígena!!
 
Caio Prado em 06/09/2013 13:04:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions