A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

18/10/2013 16:36

Mal começou a chover e buracos já causam transtornos nas ruas

Zana Zaidan

Com a chegada do período chuvoso, o asfalto das ruas de Campo Grande, mais uma vez, não passou na prova de fogo – foi só a primeira chuva forte cair, no início da semana, e os buracos já estão evidentes nas vias.

Além do risco para a segurança dos condutores, vêm os prejuízos financeiros: os buracos não só pesam no bolso dos motoristas, que gastam com peças danificadas e pneus furados, como para os cofres públicos da cidade, que investem em remendos que voltam a ruir com a primeira garoa.

Um dos pontos mais críticos é a avenida Guaicurus, na saída para São Paulo. O asfalto é irregular, cheio de ondulações e, mesmo com os aparentes remendos, também há vários buracos.

 

Buraco na avenida Guaicurus: ponto mais crítico da cidade, segundo motoristas (Foto: Marcos Ermínio)Buraco na avenida Guaicurus: ponto mais crítico da cidade, segundo motoristas (Foto: Marcos Ermínio)

A Guaicurus foi apontada pelos próprios motoristas que, ao serem questionados, indicaram a avenida para a reportagem do Campo Grande News. O operador de máquinas Ademir de Sousa, 34 anos, comenta o risco que é pilotar uma moto em meio aos buracos. “É um perigo enorme, principalmente à noite, que é mais difícil enxergar. A gente tem que prestar atenção no chão, no trânsito, na sinalização, um verdadeiro malabarismo”, conta.

“A suspensão do carro vai para o pau, tem que mandar para a oficina direto. Na Guaicurus, a gente passa com o carro tremendo, já pensando no prejuízo e tomando cuidado para desviar dos buracos e, com isso, causar um acidente”, acredita o autônomo Ivan Coelho, 37 anos.

"Na última vez que levei para revisão, a brincadeira me custou R$ 600. Disso aí, calcula suspensão, alinhamento, balanceamento, tudo que estraga com esses baques no asfalto", acrescenta o motorista. 

Na Ernesto Geisel, colcha de retalhos  causa prejuízos para motoristas (Foto: Marcos Ermínio)Na Ernesto Geisel, "colcha de retalhos" causa prejuízos para motoristas (Foto: Marcos Ermínio)
Com tanto buraco, Ademir já perdeu as contas de quanto gastou em reparos na moto (Foto: Marcos Ermínio)Com tanto buraco, Ademir já perdeu as contas de quanto gastou em reparos na moto (Foto: Marcos Ermínio)

Ivan e Ademir estavam na avenida Ernesto Geisel, outra avenida sempre lembrada por causar dor de cabeça à quem dirige pela Capital. Por lá, o recapeamento é visivelmente recente, mas novos buracos já começam a aparecer.

“Vieram arrumar logo depois que caiu aquela chuva forte, mas já ta abrindo tudo de novo. Não adianta nada maquiar o asfalto, gastar dinheiro, e com qualquer chuvinha já estragar tudo de novo. Isso é jogar nosso dinheiro fora”, acredita Neuza Lúcia Tavares, que mora na Norte-Sul há mais de 20 anos, na altura do bairro Taquarussu. “Isso aqui sempre foi assim, desde que me mudei. É um tira e põe de máquina, interdita trânsito, para voltar a ser como era antes”, acrescenta.

Prefeitura – A reportagem tentou entrar em contato com a secretaria de municipal de Infraestrutura e Transporte, mas o responsável pela pasta, Semy Ferraz, não atendeu as ligações para esclarecer com ficará o recapeamento das ruas com as chuvas mais freqüentes.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


E agora é culpa do Bernal também? Ele que construiu o asfalto da cidade inteira em 10 meses né?
 
Joaquim Dos Santos em 19/10/2013 08:57:24
NOVIDADE!!! ISSO É HERANÇA DAS GESTÕES PASSADAS. CAMPO GRANDE NUNCA TEVE ASFALTO DE QUALIDADE.
 
Edil santos em 18/10/2013 22:12:56
Esse asfalto feito de açúcar da gestão passada é uma beleza.
 
Lauro Cesar em 18/10/2013 17:48:51
os nossos governantes estão só preocupados o prefeito Alcides Bernal, a cidade está abandonadaaaaaaaaaaaa!
 
maria inacia rocha em 18/10/2013 17:33:54
Esse é o asfalto das gestões anteriores, muito bom para as empreiteiras.......
 
Carlos Alberto Rezende em 18/10/2013 17:24:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions