A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

31/03/2016 20:08

Manifestação pró-Dilma termina com celebração ecumênica na Praça do Rádio

Nyelder Rodrigues e Thiago de Souza

Desde às 16h manifestantes a favor da presidente Dilma Rousseff (PT) protestam no Centro de Campo Grande. Inicialmente, o ato aconteceu na esquina da avenida Afonso Pena com a rua 14 de Julho, seguindo no início da noite para a Praça do Rádio Clube, três quadras acima do ponto onde começaram. Lá, acontece um culto ecumênico que encerra o evento.

Um terceiro parlamentar petista, o deputado estadual Pedro Kemp, compareceu à praça. Além dele, participação da manifestação o deputado estadual Amarildo Cruz e o vereador Alex do PT. A cerimônia foi ministrada pelo padre Agenor Martins da Silva, da paróquia Nossa Senhora da Guia. Ele foi ao evento representando a Escolinha da Misericórdia, que fica na favela Cidade Deus.

"Essa cerimônia é paralitúrgica e um momento oracional. Não somos contra ou a favor de um determinado grupo. Esse culto é um ato de quem acredita em Deus e de quem acredita que a situação do país está difícil. Foi por isso que viemos aqui rezar. ", explica o padre.

Questionado sobre a celebração em meio a um ato político mistura os dois assuntos, padre Agenor respondeu que na vida, tudo é política. "É uma pergunta difícil. Todo ato nosso é político. Então estamos aqui porque somos brasileiros e queremos o bem do país".

Durante o evento, também foram entoados cânticos em ciranda e citados versículos bíblicos enquanto os participantes estavam com velas nas mãos. "Isso simboliza o que nos queremos pedir para o país. Queremos luz para a vida de todos", explica a secretário executiva da Comissão de Justiça e Paz da Regional Oeste da Arquidiocese de Campo Grande, Margarida Cavalheiro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions