ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Marcha para Jesus é substituída por culto drive in com ingresso a R$ 25

Participação está limitada a 170 carros e pagamento pode ser feito apenas com cartão de crédito

Por Ana Paula Chuva | 25/08/2020 17:16
Evento no aniversário do ano passado, com Afonso Pena lotada de gente. (Foto: Paulo Francis)
Evento no aniversário do ano passado, com Afonso Pena lotada de gente. (Foto: Paulo Francis)

A Marcha para Jesus, realizada tradicionalmente todos os anos pelo Conselho de Pastores da Capital foi substituída por um culto drive in em razão da pandemia da covid-19, nomeado como Culto de Ativação Profética, o valor cobrado para participar do evento é de R$ 25 por carro.

 Conforme divulgado na página do evento no Facebook, o culto será realizado no estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês, localizado na Avenida Cônsul Assaf Trad, nesta quarta-feira (26) a partir das 16h e será restrito para no máximo 170 carros.

Os interessados em participar podem se inscrever no site da 1ª Igreja Batista em Campo Grande e o valor por carro é de R$ 25, e o pagamento pode ser feito apenas por cartão de crédito.

Segundo o presidente do Conselho de Pastores, pastor Ronaldo Leite o culto vai obedecer todo o plano de biossegurança que o Shopping já tem para qualquer evento drive in. "Seguimos o que o shopping ordena, inclusive eles sugerem no máximo 4 pessoas por carro e o uso de máscaras. Podemos chegar a no máximo 170 carros inscritos, mas ninguém pode participar sem se inscrever", disse.

Ao Campo Grande News ele explicou ainda que o valor cobrado pelo evento é para custear algumas despesas, como o aluguel do espaço. "Temos despesas como estrutura, o shopping cobra o estacionamento, mas estamos cobrando R$ 25 por carro, se forem quatro pessoas sai a R$ 6,25 por pessoa, é uma pequena contribuição mesmo", destacou.

Ronaldo ressalta que as inscrições se encerram amanhã ao meio dia e o evento terá duração de no máximo 1h30. "Estamos fazendo isso para evitar a aglomeração e qualquer exposição das pessoas ao contágio. Depois que encerrar cada um vai para sua casa, não teremos carreata nem antes e nem depois do culto", completou.

Nos siga no Google Notícias