ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 10º

Capital

Marido é preso após deixar mulher com tiro na cabeça em posto de saúde

Mulheres que conhecem a vítima afirmam que suspeito é violento "quando bebe"

Por Anahi Zurutuza e Ana Beatriz Rodrigues | 14/06/2024 19:15
Momento que a vítima é colocada em ambulância para ser levada até a Santa Casa de Campo Grande (Foto: Ana Beatriz Rodrigues)
Momento que a vítima é colocada em ambulância para ser levada até a Santa Casa de Campo Grande (Foto: Ana Beatriz Rodrigues)

Homem de 44 anos foi preso no início da noite desta sexta-feira (14) após deixar a mulher, de 42 anos, com um tiro na cabeça no CRS (Centro Regional de Saúde) do Bairro Coophavila 2 e “sumir”. Ele foi pego pela PM (Polícia Militar) na entrada da chácara onde o casal mora e admitiu ser o autor do disparo que feriu a vítima.

Conforme apurado pelo Campo Grande News, ele disse aos policiais que os dois haviam bebido bastante e começaram a discutir. Ele pegou a arma, houve luta e o disparo teria acontecido por acidente.

Testemunhas também deram algumas informações desencontradas, mas que levam a crer que a vítima não foi socorrida de pronto. Vizinhas teriam ido até o sítio perguntar da mulher e o marido alegou que ela havia saído. Pouco tempo depois, o filho e a nora da vítima chegaram ao local e “obrigaram” o homem a colocar a esposa em carro para levá-la até o posto de saúde.

Também de acordo com a apuração da reportagem, na unidade, ainda consciente, ela chegou a dizer que o marido era quem havia atirado contra ela, mas perdeu a consciência e foi intubada pouco depois.

Suspeito sendo colocado em viatura da PM para ser levado a delegacia (Foto: Juliano Almeida)
Suspeito sendo colocado em viatura da PM para ser levado a delegacia (Foto: Juliano Almeida)

O homem deixou o local com a desculpa de que ia buscar documentos do casal, mas não voltou. Foi surpreendido pela PM quando chegava à chácara na BR-060.

Duas mulheres que conhecem a vítima e foram até o posto de saúde afirmaram à reportagem que o suspeito “fica violento quando bebe”. Disseram ainda que há cerca de 1 ano, ele quebrou a perna da mulher durante briga, mas ela decidiu não denunciá-lo.

A vítima chegou à unidade por volta das 16h. A equipe médica acionou a Guarda Civil Metropolitana, que pediu apoio à PM. A vítima foi levada para a Santa Casa de Campo Grande.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias