A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

12/01/2014 13:02

Médica foi morta após um “dia inteiro de brigas” com marido em casa

Graziela Rezende e Mariana Lopes
Imóvel onde residia o casal. Foto: Marcos ErmínioImóvel onde residia o casal. Foto: Marcos Ermínio

A morte trágica da médica Maria José de Pauli, 60 anos, seguida do suicídio do seu marido, o pecuarista José Mário Ferreira, 58 anos, na noite de ontem (11), ocorreu após “um dia inteiro de brigas”, conforme contam os vizinhos. Em entrevista, nenhum deles soube precisar o teor das brigas. No entanto, a Polícia diz que a vítima descobriu uma traição do marido e por isso foi morta por ele.

“Eles sempre discutiam muito, mas ontem as brigas ocorreram o dia todo. Ontem, uma das três filhas passou o dia na casa, tentando apaziguar as discussões, porém ela foi embora no final da tarde e eles continuaram falando alto”, diz uma vizinha que mora há 30 anos na mesma rua e que prefere não se identificar.

Quando se mudou, a vizinha conta que o casal já residia no Monte Líbano e que a casa era “bem movimentada”, principalmente antes do casamento das três filhas. “Eles tem duas netas, que sempre estavam na casa. Eu saí cedo de casa, mas o filho de outra vizinha saiu às 21h e ainda escutou brigas. Quando cheguei, vi toda aquela movimentação e fiquei chocada”, diz o vizinho.

Moradora próxima, a aposentada Ingrid Sucker, 52 anos, relembra a rotina agitada do casal. “Ela (a médica) tinha muitos plantões para fazer e por isso passava o dia todo fora de casa. Eu sempre os considerei muito tranqüilos, até uma vez em que o marido dela pediu para o meu filho não tocar muito alto por conta dos plantões que ela fazia e precisava descansar”, comenta a outra vizinha.

Mesmo não tendo “tanto contato”, a aposentado diz estar muito abalada. “Eu desmoronei quando fiquei sabendo o que aconteceu”, finaliza. Neste domingo, a casa permanece fechada, ainda com as marcas do pneu da caminhonete que arrombou o portão.

Crime –José Mário Ferreira, 58 anos, matou a esposa, Maria José de Pauli, 60 anos, com uma barra de ferro, e depois se suicidou enforcado em uma corda. O crime ocorreu na noite de ontem, por volta das 21h30, na varanda da residência do casal, na rua Luis Pereira de Souza, no bairro Monte Líbano, em Campo Grande.

De acordo com Polícia Civil, Maria José teria descoberto uma traição do marido e, por isso, havia pedido a separação. Sem aceitar a situação, os dois teriam brigado e em seguido ele matou a esposa e se suicidou.

Pecuarista mata esposa com barra de ferro e se suicida no Monte Líbano
O pecuarista José Mário Ferreira, 58 anos, matou a esposa, a médica Maria José de Pauli, 60 anos, com uma barra de ferro, e depois se suicidou enforc...
De família de escritores, médico lança amanhã livro com poemas
O renomado psiquiatra Marcos Estevão lança nesta quinta-feira (14) em Campo Grande o livro de poesias "Pedaços de Mim", que é um compilado de poemas....


As pessoas precisam de Deus!
 
igreja voz da verdade em 14/01/2014 10:38:32
'' LAMENTÁVEL O OCORRIDO , MAS AQUI EM CAMPO GRANDE ESTÁ ACONTECENDO MUITA VIOLENCIA NOS LARES . QUE DEUS PROTEJA AS FAMILIAS ...
 
antonio silva em 13/01/2014 09:32:07
A tristeza abala muitos dos pacientes,desta medica maravilhosa como minha mãe é meu pais que enquanto eram vivos eram pacientes dela e eu tambem sei que para nos e uma grande perda, que Deus possa olhar pela familia da doutora Maria José descanse em paz minha amiga.
 
ROSILDA OLIVEIRA DOS SANTOS em 12/01/2014 18:29:08
Faltou Deus no coração dessas criaturas e assim iria compreender um ao outro e viver bem. Casamento é uma sociedade cristã, onde cada um entra com metade.
 
luiz alves em 12/01/2014 14:09:53
Ato anunciado a muito tempo. Não me surpreende. A Dr. de Pauli optou por essa loucura.
Lamentável! Que Deus iluminem as meninas!
 
JOSÉ NASCIMENTO em 12/01/2014 13:35:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions